Anúncio com Código

Um cara acha que o The Weeknd vendeu a alma ao diabo. E seus clipes provam que é verdade!

Artigos, Listas | 17 out 16 - por João Paulo Porto
the-weeknd-57ffc340c764d_647x430

O cantor de R&B Abel Tesfaye lançou recentemente o segundo vídeo para promover seu novo projeto Starboy, e não demorou muito até gerar alguma burburinho na mídia.

O vídeo de “False Alarm” abriu com um aviso necessário sobre o conteúdo violento: um desfile de cenas de ação incríveis e muito bem feitas, diga-se de passagem, que dará merecidamente o prêmio de clipe do ano. 

No entanto, é fácil supor que o The Weekend adora uns temas nada paz e amor em seus trabalhos visuais. E devido ao conteúdo forte e carregado de seus últimos clipes, este, em especial, está alimentando uma teoria de um fã de que o The Weeknd vendeu sua alma ao diabo. Será? 

The Weeknd e os clipes sensacionais

Se pegarmos os últimos clipes do cara, percebemos que todos possuem uma certa temática demoníaca. O site E!News decidiu analisá-los para ver se esse cara tem razão. E parece que tem mesmo. Vamos ver o que o pessoal conseguiu descobrir ao analisar os clipes do The Weeknd. 

“The Hills”

“The Hills” começa com um acidente de carro envolvendo Abel e duas mulheres, todos sobreviventes. O The Weeknd sai e começa a mancar em direção a um destino que é desconhecido no momento, seguido pelas mulheres que o perturbam incessantemente, sugerindo que o acidente foi culpa dele.

Ele entra em uma casa luxuosa e caminha lentamente até a escada em uma sala vermelha brilhante onde ele encontra um personagem assustador segurando uma maça (que pode ser o diabo na história). Provavelmente refere-se à serpente no Livro do Génesis, que leva Adão e Eva a morder a maçã proibida. Enquanto a cobra é geralmente associada com o diabo que convenceu os seres humanos a desobedecer a Deus e que deu aos seres humanos, o dom do conhecimento.

Em outras palavras, é o Weeknd encontrando o seu criador.

“Can´t Feel My Face”

No vídeo, vemos Abel cantando para uma multidão em um lounge. Agora, preste atenção aos seus rostos. Você vai notar que enquanto algumas pessoas na platéia estão curtindo a festa, outros parecem estar incomodados com o cara. Especula-se que sejam os fãs da época de House of Walloons – quando o cara ainda não era famoso, mas bastante admirado pelos cults – agora estão incomodados com o seu mega sucesso na música pop. 

Ah, e ainda temos aquele homem assustador, sentado na primeira fila com o seu cocktail. Depois que uma pessoa na platéia joga uma bebida no The Weeknd, o cara acende um cigarro e joga o isqueiro no cantor, fazendo-o pegar fogo. Não seria óbvio que ele vendeu sua alma ao diabo? Mas ele continua a cantar e dançar em chamas, o que também sugere que ele se tornou um servo do diabo. E veja que todos ficaram de pé e começaram a dançar a música depois que ele pegou fogo, porque os artistas não costumam obter o reconhecimento que merecem até venderem sua alma ao mainstream.

“Tell Your Friends”

O vídeo abre com uma sarça ardente, outra referência bíblica do Antigo Testamento ( “Deus se revela a Moisés através do sinal de uma sarça ardente”), e vemos as pernas esguias que caminham em direção a um enterro. Inicialmente, parece ser o cara do diabo novamente, caminhando para enterrar um Weeknd ainda cantando que está com um saco na cabeça. No entanto, vemos que a pessoa que faz a sepultura, e é o próprio The Weeknd!

Enquanto ele canta, vemos o homem diabo se aproximando dele novamente, mas desta vez, o The Weeknd pega uma arma e atira no diabo! Então, ele está livre, certo? Talvez não.

Pois em vez de se libertar, ele se tornou o próprio diabo?

“In the Night”

Estrelado por Bella Hamid, The Weeknd encontra-se refém do universo das celebridades. Também é interessante ver que as meninas que estavam com o diabo em vídeos anteriores, parecem estar aqui também, mas em vez de serem subordinadas ao cara assustador, elas aparecem como servas do Abel, e matam todos os homens que estavam tentando matá-lo, o que sugere ainda que ele talvez tenha tomado o lugar do diabo.

“Starboy”

O primeiro vídeo de seu novo projeto, vemos The Weeknd amarrado e sufocado até a morte. Seu assassino? Ele mesmo. Bem, o seu novo eu. O novo Weekend de cabelos cortados, usando uma roupa preta com uma cruz brilhante em seu peito, mata seu eu anterior  e enquanto caminhava pela casa luxuosa, pega uma cruz de néon e a usar como uma arma para destruir todos os prêmios ganhos durante sua carreira.

Esta é uma imagem clara de um novo Weeknd entrando em nosso meio. Seria a cruz simbolo de seu desejo de se libertar e começar de novo com uma imagem limpa? 

“False Alarm”

Seu último vídeo parece ser uma sequência de eventos dos clipes anteriores. O vídeo que lembra um jogo de videogame é um eletrizante assalto ao um banco. Com a câmera em primeira pessoa, você não sabe quem é, mas sabe que é parte do roubo, porque você está atirando para todos os lados. Uma bela mulher é levada como refém enquanto você tentar escapar da polícia. Você tenta mantê-la segura, e ao mesmo tempo, mata todos os policiais que aparecem no seu caminho.

Em um ponto, o carro capota e ambos, você e a bela moça parecem estar com seus destinos determinados. O vídeo volta agora com um caco de vidro em seu estômago. O refém é bom, por isso, “você” joga a chave para que  ela possa se libertar das algemas, consequentemente, te ajudar na fuga. Ela se aproxima de “você”, mas falso alarme! Ela pega o dinheiro e foje sem te ajudar. você  tinha a oportunidade perfeita para matá-la, mas não o fez. Em vez disso, você segura na cruz no pescoço, e olha para o espelho ao lado dele. Nós descobrimos que você é na verdade, o The Weeknd, usando a mesma cruz que ele usava em “Starboy.”

Ele coloca a arma em sua garganta e nós ouvimos um estrondo, mas não vemos morrer. Seria outro alarme falso? Será que vamos ver aquela menina de novo? Será que acabamos de experimentar alguma reviravolta na vida do The Weeknd? 

Uma coisa é certa: Com um desfile de clipes tão eletrizantes, The Weeknd só pode estar tentando nos entregar uma mensagem importante. Que venham os próximos clipes. E ficaremos de olho! 

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths