Anúncio com Código

Top 5: Mark Ronson – o produtor mais famoso do momento – em cinco videoclipes imperdíveis

Listas | 09 mar 15 - por João Paulo Porto
mark-ronson

 Assim como 2014 foi para Sia, 2015 está sendo um ano sensacional para . O produtor de 39 anos que ficou conhecido mundialmente por lapidar as carreiras de , Adele, Lilly Allen,  e  agora brilha como artista solo e merecidamente.

Há mais de 2 meses, o poderoso e alucinante “Uptown Funk” – com a colaboração de Mars nos vocais – está no topo das paradas da Billboard Hot 100. O prestigio que o produtor e guitarrista acumulou em mais de 20 anos de carreira não contaram para  tornar a faixa um sucesso estrondoso mas sim, a qualidade inquestionável intrínseca da canção.  “Uptown Funk” está há anos-luz do padrão mainstream atual, homogêneo e desprovido de criatividade que domina as rádios norte-americanas.

Mark Ronson – Uptown Funk ft. Bruno Mars

Com estética retro, os meninos aparecem vestidos de roupas setentistas e dançando a longo de uma rua da cidade, acompanhados da banda de apoio. Ronson persiste em aparecer apenas como coadjuvante, enquanto Mars brilha roubando os holofotes com seu carisma e energia contagiante. Ao longo do clipe, a dupla e sua trupe, mega entusiasmados, causam comoção nas ruas de uma cidade.


Assim como , Ronson possui um histórico musical de dar inveja, compondo e produzindo para artistas tão impares como Adele (21), Aguilera (Back To Basics), Winehouse (Back To Black, Valerie) que mesmo que que você nunca tenha ouvido falar em seu nome, você deixou ouvir algo dele.

O produtor, que já lançou quatro discos solos – incluindo mais recente, Uptown Special – possui uma videografia interessante, com participações de gente não tão famosa, mas de talento inquestionável. O 1001 Videoclips selecionou 8 clipes para conhecer a obra audiovisual de Mark Ronson, a bola da vez do cenário pop mundial.

Mark Ronson, The Business Intl. – Bang Bang Bang

The music video for "Bang Bang Bang", featuring (from left to right) Q-Tip, Mark Ronson, and Amanda Warner.

“Bang Bang Bang”: Q-Tip, Mark Ronson, e Amanda Warner.

Dirigido por Warren Fu, o clipe de “Bang Bang” tem como enredo um comercial retro fictício para uma propagação de sanduíche e uma partida de tênis dramática – “Bang Bang Bang” também tem Ronson como convidado em um talk show japones. Quando ele pediu para conversar sobre sua música, Ronson se transforma em uma figura estilo Bryan Ferry e pula para atrás de um banco de sintetizadores para realizar sua última composição. O clipe é tão bacana que há muita coisa para ser apreciada, basicamente, a cada segundo.

Mark Ronson feat. Amy Winehouse – Valerie ft. Amy Winehouse

Videoclipe dirigido por Robert Hales, mostra Ronson e um grupo de músicos de jazz convidando uma mulher da platéia para “cantar” a música (depois eles notam que Winehouse não estava presente). “Valerie” é um cover da banda The Zutons e quando foi lançado por Ronson, como terceiro single do álbum Versions, se tornou um hit indispensável da carreira de Amy Winehouse.

Mark Ronson feat. Lily Allen – Oh My God ft. Lily Allen

O vídeo da música foi dirigido por Nima Nourizadeh e conta com uma versão animada de Allen (uma referência a Jessica Rabbit no filme Uma Cilada para Roger Rabbit) tocando a música e aprontando no famoso Ink and Paint Club, o clube fictício do filme de Robert Zemeckis. Os Kaiser Chiefs, compositores originais da faixa, fazem uma participação especial. No clipe, Lily Allen é a única que aparece em versão animada. A maioria dos personagens que trabalhavam no clube (o bartender polvo, os garçons pinguim, Bongo Gorilla e Betty Boop) foram substituídos por seres humanos.

Mark Ronson feat. Daniel Merriweather – Stop Me

“Stop Me” é um cover incrível de Stop Me If You Think You´ve Heard This One Before, dos ingleses dos . M não havia gostado da ideia de um cara que já trabalhou com  e Christina Aguilera recriar um dos seus maiores sucessos. Mas depois de ouvir a faixa com uma irresistível batida suingada e instrumental emulando Burt Bacharach, Morrissey admitiu que o trabalho ficou alem das expectativas. O vídeo da música contou com pessoas chorando lágrimas de animação, que se transformavam em algumas pequenas inundações.

Mark Ronson, The Business Intl. – Somebody To Love Me (Uncensored)

O vídeo para a faixa, dirigido por  (, ), apresenta uma festa de aniversário surpresa filmado no estilo home video, com o carimbo de data em 14 de junho de 1982, ou seja, o aniversário de 21 anos do ícone pop e ex-vocalista do , . Apesar de George dividir os vocais com Andrew Wyatt, no entanto, nem Ronson e nem eles aparecem no vídeo. Diane Kruger estrela como Boy George.

Bônus :Mark Ronson, The Business Intl. – Circuit Breaker

Na instrumental “Circuit Breaker” – lançado no álbum Record Collection –  presta tributo ao clássico game The Legend Of Zelda. Com a batida característica do músico, “Circuit Breaker” simula os sons dos videogames. O videoclipe foi dirigido por Jordan Galland e Gary Breslin. Ronson vive o herói na história, lutando contra um chefão em uma espécie de “batalha de DJs”.

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths