Anúncio com Código

Top 5: James Brown em 5 momentos inesquecíveis

Listas | 21 nov 14 - por João Paulo Porto
james-brown

James Brown era uma força da natureza, um presente do Paraíso. O cara inventou o funk, era um símbolo de liberdade e sucesso para milhões de negros americanos que o viam como uma fonte de esperança e orgulho e mais que isso. O padrinho do Soul era a inspiração para lutar pelos seus direitos cívicos. É difícil descrever em poucas linhas a riqueza da sua vida.

Este mês, chega aos cinemas Get On Up: a biografia oficial que mostra a ascensão de James Brown da pobreza extrema em que nasceu até se tornar num dos músicos mais influentes do século XX. O filme é produzido por Mick Jagger e dirigido por Tate Taylor. No elenco estão os competentes Chadwick Boseman (em uma performance inesquecível), Nelsan Ellis , Dan Aykroyd e Aloe Blacc.

De carona na biografia, o Top 5 desta semana vai apresentar uma seleção de momentos inesquecíveis do Mr. Dynamite. A não deixe de conferir a biografia nos cinemas. Está maravilhosa! Confere com a gente

5. Get Up (I Feel Like Being) A Sex Machine

Contagiante desde a prikeira nota tocada, Sex Machine ainda é um hino poderosissimo na carreira de Brown. Essa apresentação vale mais que mil palavras.

 

4. I Got You (I Feel Good)

Gravado na Itália, em 1989, Este incrivel show reuniu as maiores lendas do rock incluindoBo Diddley, Jerry Lee Lewis, Little Richard, James Brown, Fats Domino and B.B.King ticando suas melhores canções  como Got A Brand New Bag Papa, Great Balls Of Fire, Whole Lotta Shakin,  ‘Goin’ On e Blueberry Hill.

No final do concerto, todos os artistas se reunem para um jam que deixou o pulbico alucinado. Foi um moneto raro que reuniu tantos nomes importantes do pioneirismo musical captado por maestria por este filme. “I Feel Good” ainda é considerado a melhor apresentação e mostra Brown impecável para uma geração nova. Ele foi a verdadeira emoção da noite.

 

3. Please Please Please

A canção que o tornou famoso em 1956 sempre foi uma das mais pedidas em shows. Aqui, Brown interpreta este clássico no TAMI Show, gravado em Santa Monica, em 1964. Era o momento conehcido como o ritual da capa, quando um dos membros do Famous Flames tentava cobrir em vão o cantor com a vestimenta. Esta cena é bastante lembrada no filme.

2. It´s A Man´s Man´s Man´s World

A poderosa voz de Brown elevou aos patamares dos deuses a sua melhor gravação. Este sucesso de 1966 enaltece o poder da relação entre homem e mulher. Aqui, ele emocionou o mundo cantando com paixão e efervescência no lendário programa de Ed Sullivan.

 

01. “Say It Loud – I’m Black and I’m Proud”

James Brown era considerado uma força que poderia incentivar à violencia, diziam alguns conservadores. Por isso, essa faixa foi recebida com certo receio pois os negros a enxergavam como uma exaltação da raça. Ironicamente, Brown a canta no programa de TV Playboy After Dark para uma plateia completamente branca.

 

BONUS:

Um tributo emocionante sobre a rica vida de James Brown que se confunde com a história do Funk americano e da luta pela igualdade de raças. O filme é um passeio pela história da cultura negra e das batalhas já enfrentadas para hoje se afirmarem como cidadãos do mundo. Uma belíssima homenagem, não só ao Homem que foi James Brown, mas à todas a minorias que sofreram e anda sofrem pelas desigualdades mundo afora.

 

 

 

 

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths