Anúncio com Código

Top 5: Cinco clipes que se passam em hospícios

Listas | 13 nov 15 - por João Paulo Porto
janelle-monae-singelsclubslide1

O Top 5 dessa semana é sobre hospícios. Selecionamos os 5 melhores clipes que se passam em os hospitais psiquiátricos na cultura popular.

Confira a lista abaixo.

5. *NSYNC- “Thinking of You (I Drive Myself Crazy)”

Dirigido por Tim Story, o videoclipe mostra os membros da banda em um asilo. O espectador consegue ver o tormento de cada um ao lembrar a razão de estarem lá. Cada integrante da famosa boyband possui uma história diferente que é contada em flashbacks.

 

4. Missy Elliott – “Teary Eyed”

Outro vídeo com temática psiquiátrica como resultado da perda de um parceiro romântico é de em “Teary Eyed”. Nele a musa do hip-hop termina com um namorado, segue-o até um prédio onde ele está com uma nova namorada, e fura os pneus de seu carro, causando um acidente horrível e fatal. Ela é então, condenada em um tribunal e vai para a cadeia e, em seguida, presumivelmente para uma instituição de “criminosos insanos”.

3. Björk – “Violently Happy”

O video da canção foi dirigido pelo diretor francês  e se passa pelo um tipo de hospital psiquiátrico ou “manicômio”. Björk faz uma performance da canção juntamente a outros artistas onde todos dançam e fazem movimentos extremamente não convencionais. São presentes também o uso de bonecos, ursos de pelúcia, e tesouras onde Björk e os outros “pacientes” cortam seus cabelos e dos bonecos.

 

2. Melissa Etheridge – Come To My Window

Se você vai contratar uma atriz para um vídeo, você pode deixa-la atuar sozinha e o diretor Samuel Bayer (Smells Like Teen Spirit) deixou que a atriz  no clipe de  “Come To My Window”, o primeiro single de seu álbum de 1993 Yes, I am interpretasse uma paciente com problemas mentais presa em um hospício. Lewis, que mostrou três anos antes seu talento no filme de Martin Scorsese “Cabo do Medo”, começa a chorar, torcer as mãos e se entregar melodramaticamente em monólogos inteligentes e uma atuação brilhante.

 

1. Janelle Monáe – “Tightrope”

Dirigido por Wendy Morgan, o vídeo da música retrata um paciente internado que possui o poder de atravessar paredes e viajar para outros universos paralelos. Lançado em 2010, hoje o clipe é um clássico da carreira de .  A referências são do cult experimental de 1943, Meshes of the Afternoon do cineasta Maya Deren.

 

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths