Anúncio com Código

Top 10: As 10 melhores paródias de Weird Al Yankovic

Listas | 18 set 14 - por João Paulo Porto
Weird_Al

Pela primeira vez em mais de 20 anos de carreira, Weird Al Yankovic alcançou o topo das paradas da Billboard com o recente álbum Mandadatory Fun, que também é o primeiro disco de comédia a chegar ao topo desde  My Son, The Nut de Allan Sherman (1963). O segredo de Yankovic foi liberar oito videoclipes em oito dias, criando uma onda de interesse em toda a Internet. Devido ao sucesso inesperado, decidimos eleger as 10 melhores paródias do comediante conhecido por transformar os clipes do momento em verdadeiras peças de circo. Confira a lista:

 

10. ‘The Saga Begins’

Yankovic planejava lançar seu décimo álbum, Running With Scissors, em junho de 1999, bem na época em que Guerra nas Estrelas Episódio I: A Ameaça Fantasma chegou aos cinemas. Ele sabia que o filme seria a maior história da cultura pop do ano, e ele não pôde resistir a gravação de uma música paródiando  isso. O único problema era que ele não tinha nenhuma chance de ver o filme antes de criar a música, forçando-o a se apoiar nos rumores da internet e remendar o enredo da melhor maneira possível. Ele colocou a música ao som de Don McLean de “American Pie” (1971), enxutando a trama do filme em cinco minutos e meio. É um trabalho de gênio absoluto. Quem mais poderia ter encontrado uma maneira de encaixar a palavra “midichlorian” em uma canção?

 

9. ‘Trapped in the Drive-Thru “

Weird Al enfrentou um sério desafio quando decidiu falsificar a canção de R. Kelly “Trapped in the Closet”: Como você zomba de algo que já é completamente ridículo? Ele decidiu que a única opção plausível era contar uma história super banal de um casal tentando decidir o que fazer para o jantar e, em seguida, juntar com o drama insano de “Trapped in the Closet”. A canção bateu os 11 minutos e mesmo assim, conseguiu ser  engraçada o tempo todo, especialmente quando o casal liga o rádio e Led Zeppelin (“Black Dog”), começa a tocar bem alto.

 

8. “Word Crimes ‘

Não há uma única música no catálogo do Weird Al que seja taxada de próibida. Então uma proibidona como “Blurred Lines” de Robin Thicke  parecia ser a música “ideal”. E como  Weird Al adora um desafio: “Eu queria fazer uma música que fosse ostensivamente misógina, e as pessoas estavam dizendo que (“Blurred Lines”) era quase que um “estupro” – disse ele – “e transformá-la em uma canção que poderia aparentemente ser parte do currículo de uma escola”.  O resultado é a “Word Crimes”. O videoclipe animado foi visto quase 10 milhões de vezes em uma única semana!

 

7. ‘I Lost On Jeopardy’

Lembra de hit “Jeopardy?” do desconhecido Greg Kihn Band, Não? Tudo bem, nem niguem. Porém, este one hit-wonder chegou a número dois na Billboard Hot 100 e virou mania naquele ano. Esta é a versão de Al para este hit bizarro.

 

6. ‘Like a Surgeon’

De acordo com uma lenda, Madonna estava andando pelas ruas de Nova York, um tempinho depois de “Like a Virgin” ser lançada e disse a um amigo: “Porque que Weird Al ainda não fez sua versão de ‘Like a Surgeon”?’ “Esta conversa chegou aos ouvidos de Al, que sentiu que era uma grande idéia. A canção narra o conto de um cirurgião novato na iminência de enfrentar um grande número de casos de negligência médica. Desde então, esta faixa tem sido uma parte fundamental do show ao vivo do Yankovic por décadas.

 

5. ‘Smells like Nirvana’

Weird Al estava no ostracismo quando a década de 1990 chegou. Seu filme brilhante UHF afundou nas bilheterias, e ele estava começando a ser visto como ultrapassado. Nos últimos anos, ele reviveu sua carreira escrevendo paródias relacionadas ao astro pop Michael Jackson, e quando “Black or White” atingiu o primeiro lugar, em 1991, ele respondeu com “Snack All Night”. Jackson se recusou a aceitar a paródia. Abatido, Weird Al resolveu atacar com “Smells Like Nirvana”, uma paródia, obviamente, de “Smells Like Teen Spirit”. Muito parecido com a música que o inspirou, “Smells Like Nirvana” era a música certa no momento certo. Tornou-se um enorme sucesso e apresentou o louco a toda uma nova geração de fãs. O vídeo foi filmado na mesma escola onde o Nirvana filmou seu videoclipe. Ele ainda utilizou as mesmas cheerleaders e o zelador.

 

4. “White and Nerdy”

Em 2006, as pessoas estavam mais uma vez esquecendo Weird Al Yankovic. Seus últimos álbuns chegaram durante uma época em que a MTV não estava mais “passando” videoclipes e YouTube ainda não havia sido criado. Foi um momento difícil para comercializar músicas de paródia. A grande música do ano foi James Blunt do hit chiclete “You Are Beautiful”, mas a gravadora de Blunt não deixaria Yankovic falsificar a música, argumentaram que isso prejudicaria sua jovem carreira. Acabou por ser uma bênção, porque Al voltou sua atenção para o hit do Chamillionaire “Ridin ‘Dirty”, transformando em “White and Nerdy”, um conto brilhante e hilariante de um nerd que quer “andar com os gangsters”. O incrível vídeo foi visto por cerca de 86 milhões de pessoas. Era o início de Weird Al na era YouTube.

 

3. ‘Amish Paradise’

A canção é uma paródia de Coolio  para “Gangsta Paradise”, da trilha sonora de Mentes Perigosas. Na época, quase todo mundo achou engraçado. Menos o cara que chegou a ir a imprensa para dizer que Al havia pego a canção sem sua permissão. Este fato foi o mais próximo do que podemos chamar de escândalo, na carreira de Yankovic, apesar de anos mais tarde Coolio mudasse de idéia e afirmasse que amava a música. Ele fez as pazes com Weird Al há muitos anos, mas a controvérsia ainda insiste em aparecer.

 

2. ‘Eat It’

É difícil imaginar o que poderia ter acontecido com a carreira de Weird Al se Michael Jackson não tivesse permitido a paródia. E isso poderia facilmente ter acontecido: Al ainda era um desconhecido naquele época e Jackson não tinha fama de bom humor, especialmente quando se tratava de sua obra musical. Mas ao permitir a paródia, “Weird Al” criou uma paródia incrível de “Beat It” e a MTV a colocou em alta rotação. De repente, as crianças de todo o país se apaixonaram por este homem bizarro cantando sobre comida com uma paixão incrível. O sucesso de “Eat It” finalmente provou que Weird Al podia ter algum futuro em sua carreira, embora ninguém pensasse que chegasse tão longe em 2014.

 

1. ‘Fat’

Certa vez, Al sai do palco e um vídeo em preto e branco começou a ser exibido no telão. A multidão grita junto a cada palavra do diálogo, especialmente em “Ding-Dong Man, Ding-Dong”. Eles sabem o que está por vir. Al dança no palco vestido num traje de gordo e de alguma forma consegue encontrar a energia para dançar a canção “Fat”, uma paródia de  “Bad” do Michael Jackson. A canção pegou e mais uma vez vimos o retorno da longa e bizarra carreira de “Weird Al” Yankovic.

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths