Anúncio com Código

Para Ver Antes de Morrer: #294. Rihanna feat. Calvin Harris | We Found Love

Para Ver Antes De Morrer, Videoclipes | 27 jul 15 - por João Paulo Porto
para ver antes de morrer (25)

e a diretora Melina Matsoukas se juntaram novamente para este panorama duro e sinistro do mundo das drogas e do amor sem limites em “We Found Love”, um clipe nada convencional.

rihanna-we-found-love-music-video-rave

Lançado em Outubro de 2011, o clipe reinou na MTV e em vários canais de videos no mundo inteiro. O single se tornou hino de uma geração e até hoje é a faixa mais famosa da Rihanna (provavelmente depois de Umbrella, ainda a sua melhor canção)

O vídeo começa com um monólogo feito pela modelo Agyness Deyn. Cenas de Rihanna com seu interesse romântico (o modelo e ex-boxeador Dudley O’Shaughnessy) em ambos os cenários – de amor e ódio – se intercalam, eles experimentam dificuldades em seu relacionamento. Depois de sofrer os efeitos devastadores do uso de drogas e violência física, ela encontra o namorado inconsciente no chão de seu apartamento, e deixa-lo, tendo tido o suficiente da relação. Calvin Harris aparece ao ar livre, enquanto o vídeo lembra os filmes Trainspotting (1996) – dirigido por Danny Boyle – por causa das cenas excessivamente sexualizadas e violentas.


O monólogo de Agyness Deyn:

“Eu vi você gritar quando ninguém pode ouvir. Você sempre sente vergonha de que alguém poderia ser tão importante que, sem ela, você sentiria como nada. Ninguém nunca vai entender o quanto dói. Você se sente sem esperança, como se nada pudesse salvá-lo. Então, quando acaba, e termina, você quase deseja ter todas aquelas coisas ruins de volta, para que assim você pudesse ter as boas.”


Apesar das semelhanças com outros clipes polêmicos (principalmente “S&M” – também dirigido por Matsoukas – e “Man Down”), o vídeo causou muita polêmica entre grupos de ativistas. Representantes de entidades religiosas criticaram o vídeo para retratar sua personagem fazendo sexo sob a influência de drogas ilícitas e fumando muito. Outros acusaram Rihanna de transmitir uma mensagem equivocada de amor e que poderia afetar a auto-estima dos jovens. Consequentemente, o vídeo acabou sendo proibido de ser mostrado antes de 10 horas na televisão francesa, mas ainda sim ganhou o cobiçado Grammy de Melhor Video de Música e o VMA de Vídeo do Ano.


Durante as filmagens, o dono da locação em County Down, Irlanda do Norte, onde o clipe foi rodado, o agricultor Alan Graham, manifestou seu desagrado depois de ver Rihanna de topless em seu campo, dizendo: “Quando as filmagens se tornaram inaceitáveis para mim, eu solicitei a interrupção … tornou-se evidente para mim que a situação estava se tornando inadequada e eu pedi-lhes para parar e eles fizeram”.


Alguns críticos elogiaram a estética cinematográfica e outros criticaram a glorificação do abuso de drogas. Chris Coplan de Consequence of Sound elogiou a produção do vídeo, observando sua sensação cinematográfica ao mostra os “altos e baixos” do amor. Coplan também comparou o vídeo ao filme Blue Valentine, devido ao seu conteúdo sexualizado e uma narrativa que consiste de um casal em um relacionamento turbulento. Erika Ramirez, da revista Billboard chamou o vídeo de astuto e pungente, e notou que ele mostra “cores neon, sexo explícito, abraços na banheira e momentos dolorosos do mundo do casal”. Jocelyn Vena da MTV comentou que, embora a música seja alegre e despreocupada, o vídeo representa a antítese e descreve “um olhar sombrio para abuso de amor e substâncias”.

rihanna-we-found-love-music-video

Após o lançamento do vídeo, Muitos viram nele uma relação profunda com casos de violência doméstica de Rihanna contra o ex-namorado  em fevereiro de 2009, dizendo que o clipe seria uma reconstituição do que aconteceu entre Rihanna e Brown, Matsoukas explicou o conteúdo do vídeo não era realmente sobre a violência doméstica. E sim sobre o quão tóxico pode ser o amor possessivo. Drogas e violência seriam apenas consequências dessa devastação psicológica.


“Realmente não posso deixar de pensar no vídeo que gravei. FACILMENTE é o MELHOR vídeo que fiz até agora. Definitivamente é o meu favorito, muito poderoso.” – Rihanna. 

O final, no entanto, mostra que mesmo após tantas frustrações, Rihanna sai triunfante. Em uma atitude corajosa, abandona o par romântico como alternativa única ao sofrimento. O vídeo termina com ela encolhida no canto de uma sala, chorando. E todo mundo que já se apaixonou perdidamente por alguém consegue se identificar com esta dramática história de amor.

Dentre tantos pontos negativos apontados, no entanto clipe triunfou. Foi incluído em muitas listas dos melhores vídeos de música de 2011 por importantes disseminadores de música como a revista NME (que a chamou de “um curta astuto, uma ode ao jovem e louco amor”), Slant Magazine, The Guardian e Billboard (que o nomeou o segundo melhor vídeoclipe dos anos 2000 até agora.)

vlcsnap-2011-10-20-16h46m09s49

Um clipe fascinante, cheio de energia e com atuações impecáveis, “We Found Love” é merecidamente considerado um dos melhores clipes dos anos 00. Sem falar da presença de um dos hinos mais fascinantes dos últimos anos, composto pelo DJ Calvin Harris.

Diretor: Melina Matsoukas | Ano: 2011

 

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths