Para Ver Antes de Morrer: 02. R.E.M. | Losing My Religion

Anos 90, Para Ver Antes de Morrer | 16 fev 18 - por João Paulo Porto

É fato que o R.E.M. se tornou mega-popular com o videoclipe de seu melhor single do álbum Out Of Time. A banda, que surgiu no início dos anos 80, nos EUA, conseguiu emplacar um disco melhor que o outro em 10 anos de carreira, culminando no fabuloso Automatic For The People (1992). Mas foi com Out Of Time e o poderoso single “Losing My Religion” juntamente com seu videoclipe, que eles se tornaram unanimidade de público e crítica. 

Mas o que há de tão fascinante neste trabalho do diretor indiano Tarsem Singh que até hoje ainda hipnotiza o espectador?

A imagem do cantor sentado é uma cópia da obra “Penitent Magdalene”, de Caravaggio.

No ótimo livro, I Want My MTV (que super recomendo) O diretor conta que cresceu entre Irã e India e devido ao escapes de um ingles não-fluente, entendeu o significado da letra de forma totalmente literal (A letra, como sabemos, é uma tentativa de Stipe de criar um clássico com a mesma pegada de “Every Breath You Take”, do Police, ou seja, sobre um “stalker”). Por isso o video está recheado de imagens luminosas de figuras divinas: divindades, anjos e santos, com destaque para a figura de São Sebastião. 

Além disso, o cara, espertamente bebeu de influências da arte soviética e da obra Un Señor Muy Viejo Con Unas Alas Enormes, de Gabriel García Márquez – um conto belíssimo de um anjo que cai neste plano e se torna uma atração de circo para uns e esperança e fé para outros – para enriquecer ainda mais o vídeo. Deste modo, Tarsem Singh é competente em adaptar os quadros pintados por Caravaggio e Leonardo Da Vince, tornando-os quase reais. Apesar de não haver um roteiro narrativo coeso para tais imagens. 

Michael Stipe e o pessoal do R.E.M. comemorando a vitória no MTV Music Awards de 1991.

Ao ser lançado em 1991, o vídeo incomodou alguns religiosos e deixou de ser exibido na Irlanda – pais tradicionalmente e fervorosamente católico – por trazer forte conotação religiosa, com pessoas fantasiadas de anjos para ilustrar a letra que declara: “That’s me in the corner / That’s me in the spot light / Losing my religion” (“Aquele sou eu no canto / Aquele sou eu sob os holofotes / Perdendo minha fé”). Stipe quis que o vídeo fosse tão impactante quanto “Nothing Compares 2 U” da Sinéad O’Connor.

O fato é que “Losing My Religion” é um videoclipe extraordinário. Dirigido com competência e sensibilidade teatral, o trabalho marcou a era da MTV e não se tornou obsoleto com a passagem dos anos. Merecedor de muitos prêmios, foi nomeado em nove categorias no MTV Music Awards de 1991, levando para casa seis: Vídeo do Ano, Melhor Vídeo de um Grupo, Direção de Arte, Melhor Direção e Melhor Edição. Merecido também foi ter ganho dois prêmios Grammys (um deles, o de melhor vídeo-clipe do ano).

Direção: Tarsem Singh | Ano:1991

 

João Paulo Porto