Para Ver Antes de Morrer: 68. Sia | Chandelier

Anos 2000, Para Ver Antes de Morrer | 05 fev 19 - por João Paulo Porto

Em 2014, o mundo foi pego de surpresa com o mega-hit “Chandelier”, da cantora e compositora australiana Sia. O clipe foi lançado dois meses depois, e assim como a música, é FANTÁSTICO! 

Dirigido por Sia e Daniel Askill (que também dirigiu o clipe “Breathe Me” de Sia), o videoclipe “Chandelier” segue apenas uma regra: maníaco. Os espectadores observam uma garotinha, usando um collant cor de carne e uma peruca loira, que dança freneticamente através das várias salas de um apartamento Abandonado.

Na foto de abertura do vídeo, a garota está imóvel, suspendendo cuidadosamente o corpo no batente da porta do quarto. No início, até parece ser a Sia, mas ela é muito pequena!  

Seu nome é Maddie Ziegler do reality show Dance Moms. Sia não aparece no vídeo, deixou que Ziegler roubasse a cena. E roubou. O mundo se encantou com a dança bizarra de Ziegler. Depois de pular, rodopiar e girar ao redor do quarto, a garota se dirige para a cozinha e depois para a sala de estar. Todo o tempo, ela nunca para de se mexer. E tudo coreografado com competência pelo experiente Ryan Heffington.

Quando a música chega ao fim, Ziegler está na porta aberta do apartamento, fazendo uma reverência repetida, com um sorriso maníaco no rosto. É uma imagem arrepiante, mas também poderosa. É como se ela estivesse dizendo: “Entre … se tiver coragem”.

O clipe é mais do que se possa imaginar: Em “Chandelier”, Sia canta sobre seus probremas com alcoolismo. A mulher em “Chandelier” está se cercando de amigos falsos que não se importam com ela. Ela está se automedicando com álcool. Ela está fora de controle. Claro, não podemos dizer com certeza que “Chandelier” é autobiográfico, mas Sia falou abertamente sobre suas lutas com o abuso de álcool e drogas no passado. (É interessante notar que há um retrato de Sia pendurada na parede do quarto no vídeo.)

Do jeito que nos parece, o apartamento representa a mente do narrador – perturbada, negligenciada e confusa. Os movimentos de dança insana de Ziegler e a infinita energia infantil personificam perfeitamente o abandono desenfreado com o qual a contadora de histórias está vivendo sua vida. Este vídeo é uma representação visual estimulante e surpreendentemente fascinante do vício – e provavelmente até da depressão.

Parabéns a Sia por lançar um dos melhores e mais memoráveis videoclipes de todos os tempos. Parodiado por dezenas de vezes na TV norte-americana e nomeado pelo Grammy e MTV Music Awards de Videclipe do Ano. No YouTube já somam Quase 2 bilhões de visualizações. 

Diretores: Sia & Daniel Askill | Ano: 2014

 

João Paulo Porto

Criador do site 1001 Videoclips e apaixonado por The Smiths.