Para Ver Antes de Morrer: 56. Jay-Z | 99 Problems

Anos 2000, Para Ver Antes de Morrer | 26 nov 18 - por João Paulo Porto

Sem champanhe, sem iates, sem conceitos sofisticados, apenas quatro minutos de filmagens frenéticas do apogeu de Jay-Z. A cena final foi controversa na época, mas o clipe de “99 Problems” ganhou airplay pesado devido à afirmação de Jay de que este seria um símbolo de sua aposentadoria. A MTV acreditava em qualquer coisa!

“99 Problems” é uma investigação pesada sobre as origens de Jay-Z, e sem exageros, continua sendo uma das faixas mais reconhecidas do magnata do rap, que aparece no clássico Black Album. A música se tornou um enorme sucesso; embora só alcançou a posição 30 na Billboard Hot 100, foi duplamente certificada com platina, e ganhou bastante notoriedade por causa do clipe, que mostra Mr. Carter morrendo em uma saraivada de tiros, como metafórica à sua carreira.




O diretor Mark Romanek lembra que “Jay disse que queria fazer algo que parecesse arte, como uma grande fotografia de rua e não um videoclipe“. O diretor, então decidiu passar um bom tempo nas proximidades da casa de infância de Jay-Z, The Marcy Houses, em Bedford Stuyvesant, Brooklyn, para entender e absorver o passado do rapper e transpor com primor e acerto no videoclipe. “Passamos três meses por lá, filmando, tentando encontrá-lo juntos de uma forma que parecesse proposital”, afirma o diretor.

 O clipe conta também com a presença do lendário produtor Rick Rubin, o mago que conseguia ressucitar a carreira de qualquer artista. “Eu disse ao Rick (que produziu a música) que ele tinha que estar no vídeo e eu tive essa visão dele com um casaco de pele e um chapéu de cowboy. Eu não sei por que, mas eu queria transformá-lo em algum tipo de judeu Cowboy, e eu estava triste com isso. Eu realmente tinha essa imagem na cabeça e queria tirá-la do meu sistema e filmar.

Jay-Z e Rick Rubin

Romanek conseguiu adicionar muita intensidade e realidade ao que Jay-Z propôs na letra da música. Ao seu belo visual monocromático, Jay-Z é relegado ao passado violento. Mas depois que o cara leva um monte de tiros, não é a violência que permanece. Nos segundos finais de ” 99 Problems ”, o Sr. Carter dá uma boas gargalhadas e parece brincar com o telespectador. Este também é o momento mais memorável – e instrutivo – do vídeo, porque nos faz lembrar o que Jay-Z fez de melhor por quase uma década.

O trabalho de dirigir este vídeo foi originalmente destinado a Quentin Tarantino, no entanto Rick Rubin sugeriu que Jay-Z oferecesse o trabalho a Mark Romanek. Devido à pesquisa e influência de Romanek e do diretor de fotografia de vídeos, Joaquin Baca Asay, o vídeo empresta características visuais de muitos fotógrafos de rua de Nova York (Martin Dixon e Eugene Richards, para citar alguns).

Na noite do MTV Music Awards, O Outkast ganhou o prêmio mais importante, o vídeo do ano, com o clipe de “Hey Ya”, e também conquistou a “estatueta” de melhor vídeo de hip-hop, melhor direção artística e melhores efeitos especiais.

Jay-Z, que havia recebido seis indicações pelo clipe “99 Problems”, ficou com a premiação de melhor vídeo rap do ano, melhor direção, edição e fotografia.

Diretor: Mark Romanek | Ano: 2004

João Paulo Porto

Criador do site 1001 Videoclips e apaixonado por The Smiths.