Para Ver Antes de Morrer: 54. Duran Duran | Rio

Anos 80, Para Ver Antes de Morrer | 26 nov 18 - por João Paulo Porto

Olhando para trás sobre o boom dos vídeos no início dos anos 80, John Taylor, baixista da lendária banda inglesa Duran Duran explicou: “O videoclipe foi para o Duran Duran, o que o Stereo representou para o Pink Floyd“.

Entre outras palavras, o baixista deixou claro o quão importante foi o video para o sucesso do Duran Duran. Sem os clipes super produzidos, provavelmente o grupo de Birmingham não seria a febre adolescente que arrastou multidões aos estádios e levou muitos jovens a gastar suas mesadas com seus discos, como o clássico Rio, lançado em 1982.




Os caras sacaram logo de cara o impacto de “Girls On Film“, clipe lançado um ano antes, que mostrava pela primeira vez, nu frontal. O clipe recebeu críticas pesadas e uma versão “limpa” foi obrigada a circular na MTV, que acabara de ser lançada. Desta forma, a fama do grupo cresceu absurdamente.

A banda foi pioneira ao ser uma das primeiras a ter clipes cada vez mais ambiciosos, caros e filmados por diretores profissionais, com câmeras de 35mm. Spandal Ballet, Culture Club, Human League – seus contemporâneos – seguiram o mesmo passo e em pouco tempo, uma nova invasão britânica surpreendeu o mercado musical norte-americano.

O vídeo de “Rio”, um single lançado em 1 de Novembro de 1982 – viria a ser o carro-chefe e o mais emblemático dessa era. Filmado pelo experiente Russell Mulcahy, na Antigua a bordo de um veleiro, o clipe resumia todo o espirito yuppie oitentista que deixaria o Gordon Gekko orgulhoso. É só ver os integrantes da banda juntamente com a modelo inglesa Reema Ruspoli de bikini bebendo champanhe, montando em cavalos e se divertindo em uma praia ensolarada de alguma ilha do mar do caribe. O clipe marcou tanto a época que apareceu como peça chave no desenrolar do ótimo filme irlandês Sing Street do diretor John Carney (de Apenas uma Vez).

O público britânico achou o conteúdo do clipe bastante obsceno em vista do crescente desemprego e greves dos mineiros na época. Outros, os mais ambiciosos da era Thatcher, não apenas admiravam o declínio do Duran Duran, mas desejavam imitá-los. Não é surpresa, então, que o tecladista da banda Nick Rhodes tenha confessado mais tarde: “alguns de nossos vídeos documentam os anos 80 de uma forma muito direta“. 

Diretor: Russell Mucalhy | Ano: 1982

João Paulo Porto

Criador do site 1001 Videoclips e apaixonado por The Smiths.