Para Ver Antes de Morrer: 52. Kate Bush | Wuthering Heights

Anos 70, Para Ver Antes de Morrer | 25 nov 18 - por João Paulo Porto

Apoiada por David Gilmour, do Pink Floyd, a adolescente Kate Bush conseguiu ter um tempo para aperfeiçoar sua arte de mimica e dança, depois de ser contratada pela gravadora EMI. Durante este período, ela compôs “Wuthering Heights” em março de 1977, que ainda é sua música mais famosa. Tinha apenas 18 anos. O tema foi inspirado no romance de Emily Bronte, Wuthering Heights, ou mais especificamente, em seu final, que era tudo o que a artista sabia sobre a história. Ela tinha visto em uma adaptação da história para a tela. Na época em que compôs a canção, Bush disse: “Havia lua cheia e as cortinas estavam fechadas, toda vez que eu procurava por idéias, olhava para a lua“.




Nesse mesmo ano, ela gravou a música com Jon Kelley no AIR Studios e a incluiu em seu primeiro álbum, The Kick Inside.

Por si só, o tom literário da música e arranjos dramáticos dominada pelo piano se provou incomum, mas a voz estridente de Bush, que às vezes até uiva, resultou em uma música pop hipnótica que soava diferente de tudo o que o público tinha ouvido antes. Embora Bush estivesse musicalmente e visualmente contra as tendencias da época, a qualidade da música a levou ao topo das paradas, que alcançou o número um em 11 de Março, de 1978 no Reino Unido. A canção foi um sucesso no mundo inteiro, menos nos EUA, que até hoje ignora a carreira de Bush. 

Dois clipes foram gravados: O primeiro, produzido para o mercado norte-americano, é bem simples e Bush aparece desfilando de vermelho em um campo aberto. No segundo, feito para o público britânico – e o mais memorável, ela aparecia como uma bruxa vestida com túnicas brancas e interpretando paços de dança expressivos entre um nevoeiro artificial, que só ajudou a intensificar ainda mais a aura misteriosa em torno da artista. Assim como a faixa, o clipe se tornou um marco da carreira de Bush e é celebrado até hoje.

Todos os anos, centenas de fãs de Kate Bush vestidos de carmesim comemoram o Dia de Wuthering Heights, um evento no qual pessoas do mundo inteiro recriam o vídeo clipe eternizado por uma das cantoras mais espetaculares de todos os tempos. 

Versão britânica: 

 

Versão norte-americana:

 

 

 

João Paulo Porto

Criador do site 1001 Videoclips e apaixonado por The Smiths.