Para Ver Antes de Morrer: 51. Devo | Whip It

Anos 80, Para Ver Antes de Morrer | 25 nov 18 - por João Paulo Porto

Antes da explosão da MTV – que levou a década de 80 a ficar conhecida como a “década do videoclipe” – o Devo já ousava com seus clipes malucões e totalmente non sense. A banda era uma grande empresa multimídia e seus videoclipes possuiam total liberdade criativa jamais vista antes.

Um exemplo é “Whip It”, de 1980. Além de ser seu maior hit, acompanhava um tratamento visual bizarro e artisticamente diferente e que estava anos a frente do seu tempo. A canção se saiu tão bem nas paradas porque era cativante, tinha uma memorável melodia sintetizada, letras legais e um videoclipe malucão e muito divertido que foi exibido a exaustão na MTV.

A letra foi escrita por Mark Mothersbaugh e evoca o desejo da classe trabalhadora em se livrar das adversidades. Mothersbaugh afirmou, em uma entrevista, que a letra da canção se refere ao governo de Jimmy Carter. Entretanto, muitos interpretaram a letra como sendo uma exaltação a masturbação ou ao sadomasoquismo, como ficou subentendido no clipe.



Filmado com um orçamento de 15 mil dólares – ele mostra Mothersbaugh chicoteando as roupas da atriz Annerose Bücklers e sendo aplaudido pelos outros membros da banda vestidos de cowboy enquanto o faz, foi inspirado numa matéria publicada numa edição de 1962 da revista Dude, que falava sobre um ex-ator que tinha se mudado para um rancho no Arizona com a mulher. O artigo mostrava que todos os dias, ao meio-dia, ele chicoteava as roupas da mulher por diversão.

No entanto, por trás das imagens festeiras, “Whip It” escondia duras críticas ao conformismo e a política norte-americana da época.

Desde o inicio, a música e os vídeos do Devo foram baseados no conceito de “De-Evolution”, significando que a humanidade está regredindo. Eles se vestiam da mesma forma em seus vídeos para transmitir a falta de individualidade no mundo. Há muito do Devo em “Whip it”. Há um clima ameaçador, com ironia e humor negro. Até os cowboys que eram grandes apoiadores de Ronald Reagan (na época, concorrente a presidência dos EUA com Jimmy Carter e um dos piores presidentes da história) significavam um retrocesso na política. 

O videoclipe causou controvérsia. A banda foi obrigada a cancelar uma aparição num programa de televisão após o apresentador ter declarado que achava o videoclipe ofensivo às mulheres. Mesmo assim, o videoclipe recebeu alta rotação na MTV (mesmo que por falta de opção) e hoje é considerado uma obra subversiva com tons contagiantes e aparentemente inofensivos. “Whip It”  é até hoje um das canções mais influentes da história da música pop. Não é por acaso que aparece no primeiro episódio da segunda temporada de Stranger Things, “Madmax”. 

Direção: Mark Mothersbaugh | Ano: 1980

João Paulo Porto

Criador do site 1001 Videoclips e apaixonado por The Smiths.