Anúncio com Código

Para Ver Antes de Morrer: 307. Bob Dylan | Like A Rolling Stone

Para Ver Antes De Morrer | 03 nov 16 - por João Paulo Porto
bob-dylan-no-direction-770

Um dos melhores e mais criativos videoclipes interativos de todos os tempos pertence a uma canção de quase 50 anos de idade. O vídeo interativo para “Like a Rolling Stone”, do vencedor do Nobel Bob Dylan, é assim com a canção, eleita pela revista Rolling Stone, a melhor música de todos os tempos, maravilhoso: enquanto você assiste a uma atualização de notícias, uma comédia romântica, um torneio de tênis ou um vídeo ao vivo de Dylan tocando “Like a Rolling Stone” em 1966, todos que aparecem na tela parecem dublar a letra da canção.

bob-dylan_like-a-rolling-stone_video-still-678x349

O efeito geral é incrivelmente convincente: quanto mais você navegar através dos canais de TV, a canção parece ser dirigida a toda a civilização ocidental.

A direção ficou por conta do prodígio israelense Vania Heymann de apenas 27 anos, que já trabalhou com Coldplay no incrível clipe de “Up&Up” e Cee Lo Green em Robin Williams”

O vídeo levou cerca de dois meses para ficar pronto. “É uma hora e quinze minutos de conteúdo se você assistir todos os canais de cima para baixo”, aponta Heymann. “É como um filme dentro de um vídeo de cinco minutos.”. “E o efeito só pode ser surrealista se os canais também soarem realistas”, afirma Vania Heymann

Enquanto Heymann filmou alguns canais na Califórnia, e a partida de tênis foi filmado em Israel, a maior parte da filmagem foi feita em torno de Nova York. Uma casa suburbana serviu de pano de fundo para cinco canais diferentes no mesmo dia, incluindo o canal de compras, o de história e o programa de culinária. 

Enquanto muitos dos canais são construídos por excelentes atores – que conseguem dublar a canção sem que pareça de fato, uma  “dublagem” – a programação é salpicada com inúmeras celebridades como o comediante Marc Maron, o rapper Danny Brown e Drew Carey (no set de The Price Is Right).

interactive-music-video-for-bob-dylans-like-a-rolling-stone_dezeen_5

Mas por incrível que pareça, não foi fácil convencer a equipe de produção a concluir o projeto. Heymann relata que a maioria dos atores que fizeram testes para o projeto não entendiam do que se tratava. As dúvidas continuaram durante as filmagens. “Eu tentei dizer às pessoas: “No final, tudo vai ser conectado.” E foi.

O resultado é um clipe rico em conteúdo e perfeitamente de acordo com a mensagem da canção. O sucesso foi instantâneo. No mesmo dia de lançamento, o video já havia sido visualizado por mais de 1 milhão de visitantes únicos. Quando Bob Dylan lançou “Like a Rolling Stone” em 1965, ele disse que queria quebrar todas as noções pré-concebidas sobre música popular americana. Quase meio século depois, o projeto interativo inovador – um trabalho desenvolvido com competência pela agência Intercode digital – foi criado para a música, permitindo que fãs antigos e novos a experimenta-se de forma impar e sem precedentes.

É reconfortante notar que, 48 anos depois, “Like a Rolling Stone” ainda é uma canção poderosa e atualíssima. Ainda que permaneça desafiadora. A letra fala de alguém que perdeu tudo; alguém que antes estava no topo e, agora, é um completo desconhecido, “a complete unknown”. Esse alguém pode ser eu, você ou qualquer pessoa que passou ou possa um dia passar por uma situação com esta. 

Descrita como revolucionária na sua combinação de diferentes elementos musicais, o som jovem e cínico da voz de Dylan, e a franqueza do refrão: “How does it feel?”.”Like a Rolling Stone” transformou a carreira de Dylan, sendo considerada até hoje como uma das composições mais influentes na música popular.

Quando o novo vídeo foi apresentado mundialmente no site www.BobDylan.com, como parte do lançamento do box Bob Dylan – The Complete Album Colection Vol. 1, muitos ficaram felizes com a honra. Um clipe difícil de esquecer para uma canção merecedora. 

Diretor: Vania Heymann | Ano: 2014

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths