Anúncio com Código

Para Ver Antes de Morrer: 0310. Soul Asylum | Runaway Train

Para Ver Antes De Morrer | 10 abr 17 - por João Paulo Porto

Uma das músicas mais icônicas da década de 90, “Runaway Train” do Soul Asylum, abordava um tema pesado: a depressão. Mas foi a mensagem de seu videoclipe, que mostrava imagens de crianças e adolescentes desaparecidas, que se tornou importante e realmente marcante para a cultura pop da década de 90. 

Dirigido por Tony Kaye, que mais tarde dirigiria o sensacional  A Outra História Americana o clipe utilizou a idéia de usar imagens de crianças desaparecidas, e a banda adorou a idéia, pois era verdadeiramente original e também poderia fazer algum bem a humanidade.

E enquanto a interpretação visual de Kaye não era o verdadeiro significado por trás da música, Dave Pirner, o vocalista do Soul Asylum não se importava de ir nessa direção, já que ele não achava que os elementos visuais ligados a uma música fossem tão importantes. “Eu estava procurando significado no mundo da MTV”, disse ele na época. “A ferramenta do vídeo parecia ser apenas uma peça de promoção em larga escala. Eu não preciso ver uma representação visual de ‘Free Bird’ para entender que se trata um pássaro livre”“É fascinante para mim que a MTV foi um veículo que praticamente reinterpretou a música.”, disse o vocalista. 

Seguindo esse premissa, o vídeo apresentava fotografias e nomes de crianças desaparecidas no estilo de um anúncio de serviço público, concluindo com os dizeres do vocalista: “Se você viu uma dessas crianças, ou você é uma delas, por favor, ligue para este número”. Nos minutos finais, há uma curta história de uma mãe que vê seu filho ser levado por uma seqüestradora. 

O vídeo foi editado para ser utilizado além dos EUA e incluía fotos e nomes de crianças desaparecidas de onde quer que fosse exibido. De grande utilidade pública, o vídeo chamou a atenção para o problema e foi fundamental para reunir várias crianças e suas famílias.

Uma das meninas do video que havia desaparecido em outubro de 1993, se tornou noticia nacional alguns meses depois que a música atingiu o topo das paradas. O caso chamou mais atenção para a questão das crianças desaparecidas e exploradas. Mais tarde soube-se que a garota havia sido raptada e assassinada. No entanto, nem todos os casos eram de sequestros. Muitos eram de crianças e adolescentes que haviam fugido de casa por algum motivo.

Na mesma época, Explode Coração, uma novela de sucesso da Globo, dirigida por Gloria Perez, também abordou essa questão. Na Trama, A personagem Odaísa, interpretada por Isadora Ribeiro, sofria muito quando Gugu, seu filho, desaparece. Infelizmente, Vinte e seis das 70 crianças desaparecidas que a novela ajudou a localizar em todo o país saíram de casa por conta própria. Escolheram viver nas ruas porque apanhavam dos pais ou parentes. 

Com poucos recursos visuais, o diretor consegue criar um clipe psicológico intenso e emocionante. E também responsável por marcar uma geração que cresceu assistindo clipes na TV. 

Direção: Tony Kaye | Ano: 1993

 

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths