Para Ver Antes de Morrer: 0020. The Prodigy | Smack My Bitch Up

Anos 90, Para Ver Antes de Morrer | 23 fev 18 - por João Paulo Porto
Prodigy-Smack-My-Bitch-Up

A bandainglesa The Prodigy, (precursora do big beat, estilo de música eletrônica que ficou bastante conhecido nos anos 1990), já tinha alcançado certa reputação por músicas e vídeos controversos após o número um do Reino Unido em 1996: “Firestarter“. Mas “Smack My Bitch Up”, chegou dois anos depois com outro panorama mais chocante: traz um desfile de cenas mais violentas que o alguém já teve peito para entregar em um videoclipe e os levou à estratosfera do escândalo.

Ao levar a frase do título ao pé da letra, alguns pensaram que a música do tecladista Liam Howlett, lançada em 17 de novembro de 1997, promovia a violência contra as mulheres. O vídeo, inicialmente, pareceu confirmar esta tese. O caso de um maníaco, implacável e encharcado de suor, dirigido por Jonas Akerlund, começa com o protagonista – através de seus olhos seguimos a história – preparando-se para sair numa noite após cheirar cocaína. A câmera leva o espectador de táxi para uma boate. Toma várias bebidas em um bar, agarra umas mulheres e começa uma briga na pista de dança antes que o protagonista destrua a cabine do DJ e vomite nos banheiros, uma ação mostrada graficamente. Mais tarde, o protagonista visita um clube de strip-tease, o abandona com uma das atrizes, rouba um carro e leva a garota para casa. Depois de brincar ao redor da sala nu e com alguma violência, a stripper sai de cena. O protagonista, sentado na cama, aparece no espelho e nos é revelado que o tempo todo estamos diante das aventuras de uma mulher loira!

Este vídeo incrível com resultados inesperados ganhou dois prêmios no MTV Music Awards, bem como admiração e condenação em partes iguais de um clipe pop mais controverso de todos os tempos. 

Direção: Jonas Akerlund| Ano: 1997

João Paulo Porto

Criador do site 1001 Videoclips e apaixonado por The Smiths.