Anúncio com Código

Os videoclipes mais sensuais de todos os tempos (parte 1)

Listas, Videoclipe | 16 fev 15 - por João Paulo Porto
clipes_sensuais

O canal VH1 elegeu os 25 videoclipes mais escandalosamente sensuais de todos os tempos. A lista completa, você confere AQUI.

A equipe do 1001 Videoclips decidiu criar a sua. Elegemos 15 dos mais sensuais e polêmicos e você confere a primeira parte agora:

VEJA TAMBÉM: Playlist: Cantores que aparecem nus em videoclipes

 Christina Aguilera – “Dirrty”

Repleto de fetiches sexuais, o clipe de Dirrty, dirigido pelo polêmico  mostava uma  sensual, com pouquíssimas roupas ensinando as mulheres a dançarem a famosa “abaixadinha”.

Madonna – “Justify My Love”

Em Justify My Love, M envolve-se em um jogo de intimidade erótica extraordinário com modelos e insere elementos do comportamento sexual considerados marginais como homossexualismo, travestismo, voyeurismo e sadomasoquismo. O auge do ultraje era o beijo de língua entre a cantora e a modelo brasileira Luciana Silva.

Rihanna – “Umbrella”

Para o videoclipe de “Umbruella”, o diretor Chris Applebaum, para a surpresa de todos, filma Rihanna artisticamente “nua”, pintada de prata dentro de um triângulo também prateado. No final, ela aparece dançando na chuva com vários dançarinos com guarda-chuvas na mão. A cantora esbanja sensualidade o tempo todo. Já é um clássico do pop dance.

Lady Gaga – “Born This Way”

Apesar de toda a bizarrice futurista e influencias do cinema antigo, “Born This Way” consegue passar um ar de sensualidade. Ela inaugura o vídeo para ‘Born This Way’, e temos de admitir que Gaga está muito, muito estranha, mas mesmo assim, sensual.

Shakira – “Don’t Dother”

O videoclipe (dirigido pelo artista visual Jaume de Laiguana) mostra o namorado de Shakira retornando à casa da cantora de manhã (o que insinua que ele passou a noite com outra) e deitando-se para dormir. Quando ele dorme, Shakira pega a chave do carro dele e dirige até um ferro-velho. Quando chega lá, ela começa a destruir o carro dele, fazendo uma espécie de “voodoo” com ele usando seu carro. Antes disso, ela sensualiza toda para ele.  Tudo que ela faz com o carro se reflete no corpo dele. Algumas cenas de Shakira no chuveiro são as melhores. haha.

Benny Benassi “Satisfaction

Na linguagem utilizada nas filmagens desse videoclipe, você observa claramente que o diretor utilizou-se de planos fechados e close-ups para destacar as partes dos corpos de cada modelo, focando nas grandes partes que atraem nos corpos das musas. Claro que alguns expectadores irão ficar maravilhados, como eu. E outros não vão gostar muito disso.

Jennifer Lopez – “I’m Glad”

O videoclipe foi dirigido por  (“Dirrty”) adapta o filme de 1983, Flashdance, estrelado por Jennifer Beals, que interpreta, Alexandra Owens, que é uma trabalhadora de construção civil durante o dia e uma dançarina exótica na noite. No videoclipe Jennifer Lopez usa roupas semelhantes à que Jennifer Beals usava no filme. Em uma entrevista Jennifer Lopez afirmou que esse é um dos seus videoclipes mais complicados e que um grande esforço foi poste nele.

 

Chris Isaak – “Wicked Game”

O vídeo dessa canção foi dirigido pelo renomado fotógrafo Herb Ritts e é considerado um dos videoclips mais sensuais de todos os tempos. Gravado em preto e branco, Chris Isaak contracenou com a top model dinamarquesa Helena Christensen, onde ambos rolavam na areia da praia, se abraçavam e sussurravam um no ouvido do outro. O vídeo foi sucesso na MTV Americana e no canal a cabo VH1.

CURIOSIDADE: Reza a lenda que o cantor queria continuar o “jogo perverso” depois das filmagens, mas a modelo não quis saber do galã, pegou o cachê e se mandou.

 

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths