Anúncio com Código

Murilo Sá lança clipe glitch para a faixa “Modo Automático”

1001 Recomenda, Nacionais, Novidades | 30 set 16 - por João Paulo Porto
img_5009

Uma das coisas mais inusitadas do universo da arte é a estética Glitch. Para quem não conhece, Glitch é um termo utilizado para nomear a estética do erro, tipo o punk da arte digital.  E para divulgar o seu recém-lançado disco Durango!, Murilo Sá acaba de soltar o clipe bem erradão para a faixa ‘Modo Automático’. Assista abaixo: 

Tendo como pano de fundo o centro de São Paulo, o diretor Felipe Milward – expertamente utilizou uma câmera VHS – apostou na estética glitch para dar ao video toda uma estética anos 80, pra combinar perfeitamente com a sonoridade da faixa. 

A edição veloz do vídeo parece seguir o ritmo da faixa e dialogar com a letra, que critica a ambição desenfreada, intolerância, alienação, crescimento vertical das cidades e o poder criador e destruidor do dinheiro, entre outras coisas, de acordo com um comunicado. 

Outros clipes que também apresentam a estética Glitch são os excelentes “Annie” do Neon Indian, “Round and Round” do Ariel Pink e “Salad Days” do canadense Mac DeMarco: 

Dirigido pelo próprio cantor, Alan Palomo (o cara por trás do projeto Neon Indian) deu sua própria narrativa pro clipe, em que ele aparece como um cara que perdeu sua namorada. Ele está perdido, preso num karaokê, procurando por sua garota. O clipe, gravado em Bangkok, é super divertido, frenético, daqueles que você quer ver seguidas vezes e com um desfecho sensacional. 

Outro clipe no estilo Glitch é “Round and Round” do Ariel Pink. Dirigido pelo gênio por trás do Flaming Lips, Wayne Colley, o clipe tem ruídos, bugs, fragmentos, formas estranhas e cores fortes, características do estilo visual Glitch. 

Dirigido pelo colega da banda de Mac, Pierce McGarry, o clipe grotesco “Passing Out Pieces” do elogiado LP Salad Days (2014) é cheio de granulado. Nele, Mac aparece malucão como um psicopata que comete vários assassinatos e termina num banheira cheia de legumes. 

 

 

 

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths