Mostre Seu Clipe: “Me Aplauda”, um clipe para os amantes do videogame

Cenário Nacional, Mostre Seu Clipe | 20 nov 18 - por João Paulo Porto

Nostálgicos e amantes do videogame, esse clipe é para vocês.

O clipe divertido e inusitado da banda paulista Bravaguarda é uma homenagem aos jogos de videogames encantaram gerações nos anos 90, como Mortal Kombat, Mario Bros  e Guitar Player.

Com uma estética tipicamente videogamística, em uma pixel art de baixa resolução, o visual típico das animações toscas em CG da época fazem deste um dos clipes mais adorados entre os jogadores de videogame.

O diretor acertou em cheio ao simular um jogo de videogame, com direito a menu, seleção de personagens, interface e tudo o mais. Além de bem humorado, o clipe ganha um charme a mais ao ousar colocando como vilão uma pomba. Isso mesmo, uma aparente inofensiva pomba. Demais né? E Tudo isso num ritmo dinâmico, acompanhado de uma musica viciante e contagiosa. Da o play aí abaixo: 

A gente bateu um papo com o diretor do clipe, André Barreto que contou pra gente como foi o processo de produção do clipe.

Me conta, o clipe é uma homenagem aos antigos jogos de videogame. Você sempre foi um grande fã desse tipo de jogo?

André Barreto: Sim, muitos jogos fizeram parte da minha infância e serviram de inspiração para a criação dos cenários do clipe.

E como surgiu a ideia do clipe?

-A banda queria um clipe animado que representasse alguém vivendo uma vida de aparências. Ao desenrolar das idéias criamos uma história onde 4 amigos se acham os maiorais dentro do vídeo game mas fora deles são apenas os nerds de sempre.

Como foi feita a gravação do clipe?

-O videoclipe foi uma mistura de stop motion com fotografia e animação 2D. Após a concepção do Storyboard, onde planejei todas cenas e poses dos personagens, fizemos uma sessão de fotos em chroma key durante dois dias para captar todos os movimentos de cada personagem. Então realizei o desenho dos cenários e dos personagens secundários em estilo pixelado. E após isso, adicionei os efeitos visuais na pós produção para dar o toque final. Todo processo levou cerca de 1 mês.

E porquê a pomba é a grande vilã do clipe?

-A pomba, além do fator cômico de que “todo mundo odeia pomba”, elas incomodam todo mundo da cidade. Ou seja, ela representa a realidade. Os personagens se acham os maiorais dentro do videogame e as pombas ficam ali cagando na cabeça deles pra acordarem pro mundo real. Mas no fim, nada adianta.

Você também já dirigiu outros clipes? Pode me contar um pouco de sua tragetória como diretor?

-Este é o primeiro videoclipe que assino a direção. Já transitei pelas áreas de design gráfico, motion graphics, animação e storyboard para finalmente me encontrar na direção de videoclipes. Acredito que toda essa bagagem contribuirá muito para trazer uma nova proposta ao mercado brasileiro. Além de clipes convencionais, desenvolver clipes de animação 2D e stopmotion voltado para o público da cena independente. Com minha produtora FØCA AUDIOVISUAL pretendo priorizar projetos de artistas/bandas independentes, que muitas vezes não fazem um videoclipe com uma produtora por achar que é algo inalcançável, principalmente em relação a custos de produção.


 

Sobre a FØCA AUDIOVISUALDesde a capa do Single até o Videoclipe. A identidade audiovisual do seu projeto musical é o nosso foco.

Sobre a Bravaguarda:  EI, ABRA SEUS OLHOS…e entenda o que quatro caras querem fazer com a mistura de rock alternativo, indie, country e folk: colocar tudo em um liquidificador de acordes e versos para criar o Folk de Garagem. A princípio, pode parecer uma maluquice ou apenas uma autopromoção barata. Mas essa é a verdadeira essência da BRAVAGUARDA, a primeira e única banda de Folk de Garagem do Mundo! Afinal, se é tão difícil se rotular, por que não criar o seu próprio? Vindos do interior paulista, e hoje vivendo sob o céu cinza da capital, parece mesmo que as influências urbanas se misturaram à antiga vida de origem. Essa mescla resulta em uma espécie de country rock estradeiro que faz querer nos transportar para a rusticidade e simplicidade do campo onde artistas como The Band, Johnny Cash, Neil Young, The Rolling Stones, entre muitos outros, plantaram as suas sementes. Porém, com aquela pitada de modernidade no vintage que bandas como Wilco, Alabama Shakes.

João Paulo Porto

Criador do site 1001 Videoclips e apaixonado por The Smiths.