Anúncio com Código

Para Ver Antes de Morrer: #130. Michael Jackson | They Don´t Care About Us

Para Ver Antes De Morrer | 13 fev 12 - por João Paulo Porto
485141_506628699355128_2040840430_n

Alguns videoclipes capturam com precisão a vida de um povo. E também nos fazem deslumbrar e refletir sobre a realidade desse povo. “They Don´t Care About Us” do astro Michael Jackson faz as duas coisas com perfeição e ousadia. Com um ritmo enlouquecedor e uma edição vibrante do inicio ao fim, MJ e Spike Lee realizaram um trabalho soberbo, que gerou críticas diversas, tanto a favor como contra.

A canção, segundo Michael, é sobre a dor do preconceito e do ódio e é uma maneira da chamar a atenção para problemas sociais e políticos.

O videoclipe foi gravado no pelourinho, salvador-BA, e na favela Santa Maria, no Rio de Janeiro. Diferente de tudo que MJ já havia feito antes, desta vez, ele recrutou o Olodum para participar juntamente com a população dessas localidades pobres e desfavoráveis do Brasil. A idéia era mostrar ao mundo o descaso das autoridades com os menos favoráveis, apresentando a crua realidade, o domínio da pobreza e da violência local.

Em sua essência, o vídeo registra a belíssima cultura brasileira das favelas (existe cultura nas favelas) e sua poderosa beleza natural. Jackson é retratado cercado de pessoas alegres e curiosas. Durante as filmagens, uma mulher consegue burlar a segurança e abraça MJ, que continuou dançando. Outra mulher aparece por trás dele que então cai, aparentando uma fragilidade visível para se levantar: é ajudado pelo próprio diretor. Cerca de 1500 policiais e 50 moradores atuaram como guardar de segurança na favela de Dona Marta. Um dos momentos mais bacanas está na cena que um garotinho acompanha MJ nas batidas de um tambor.

As autoridades brasileiras não queriam que o videoclipe fosse gravado, pois sabiam que poderia denunciar a pobreza dos locais e a negligencia dos governos como também poderia prejudicar o turismo nessas cidades (na época, o governo do Rio temia que as cenas pudessem atrapalhar na escolha da cidade como possível sediador das olimpíadas de 2004). Já os moradores locais ficaram bastante felizes com a iniciativa do cantor, mesmo que, provavelmente, não tenham percebido as intenções nas entrelinhas.  Na época, houve boatos que Spike Lee havia negociado com traficantes da favela Santa Marta para garantir a segurança do astro. O governo criticou e Lee rebateu dizendo que o governo não possuía poder suficiente para garantir a segurança de Jackson.

o diretor Spike Lee

Após muito trabalho e complicações nas gravações, devido as dificuldades impostas pelas  autoridades para gravar nestes lugares, o videoclipe teve um reconhecimento mundial favorável.

“They Don´t Care About Us” possui uma disposição natural que impede de ser apenas mais um. É um meio de protesto eficaz que repercutiu em mais de 140 países. O interesse trouxe ao Olodum fama mundial e credibilidade e ao Brasil, apresentou sua realidade balançada que só seria repetida de forma mais impactante possível no cinema com o fabuloso Cidade De Deus (2002), de Fernando Meirelles e Kátia Lund.

A escolha de Spike Lee para este projeto está intrinsecamente relacionada a sua incrível capacidade de retratar as minorias e as questões de racismo, orgulho e raça. Ele já havia provado ser um excelente diretor com o filme Faça A Coisa Certa (1989) que retrata brilhantemente as lutas de uma classe social e os atritos da vida pobre – este filme lhe rendeu uma indicação do Oscar por Melhor Roteiro Original.

Formado em 1979, na Bahia, o Olodum se tornou reconhecido mundialmente

“They Don´t Care About Us” se tornou um registro belíssimo que refletiu o  impulso energético do povo das favelas. O aspecto interessante deste vídeo é a eficiência na visibilidade da pobreza e dos problemas sociais em países como Brasil sem decorrer ao discurso retórico.  De alguma forma ele serviu de inspiração para que as pessoas olhassem mais para a realidade ignorada e distorcida de gente como a gente e para iluminar questões sociopolíticas maiores e mais eficazes.

Diretor: Spike Lee | Ano: 1996

Fonte: Wikipedia, a Enciclopédia Livre.

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths