Anúncio com Código

Para Ver Antes de Morrer: #247. Marilyn Manson | The Beautiful People

Para Ver Antes De Morrer | 23 ago 14 - por João Paulo Porto
Marilyn-Manson-marilyn-manson-29937388-2560-1914

“Beautiful People” pode ser considerado o irmão gêmeo de Closer do Nine Inch Nails. Floria Sigismondi dirigiu o que ficou conhecido como “O mais assustador de todos os clipes assustadores”. Esta comparação combina perfeitamente com as características musicais de ambas as bandas no qual pertencem ao chamado Rock Industrial. 

Liricamente, “The Beautiful People” é uma crítica dura aos diferentes sistemas políticos e econômicos tais como o Capitalismo, que expõe a futilidade do homem moderno e a sua manifestação destrutiva da Vontade do Poder (“Não há tempo para discriminar / odeie cada filho da puta que está em seu caminho “). Ao mesmo tempo, a canção aborda a visão de Nietzsche da falta de moralidade na relação Patrão-Escravo (” Não é sua culpa que você está sempre errado / os fracos estão aí para justificar os fortes “).

tumblr_nrwo90cbcm1taibz9o1_500

Manson, que sempre foi conhecido como um crítico defensor de uma sociedade menos corrupta e hipócrita – mesmo que para isso, tomasse posturas perturbadoras contra a Igreja e o “sistema” – escreveu um manual de como sobreviver em uma sociedade capitalista baseada na busca infinita pela perfeição de estar fisicamente belo por causa da hiper-realidade criada pela mídia americana.

O clipe parece ser perverso, bruto e pesado, mas nada mais é do que uma ironia pesada às “Pessoas Bonitas” abordadas no parágrafo anterior.

O clipe, filmado em uma destilaria abandonada em Toronto, Canadá, mostra a banda tocando a música em uma espécie de sala de aula decorada com próteses médicas e equipamentos de laboratório, intercalada com cenas do cantor em um longo traje de aviador e óculos semelhantes, usando pernas de pau e maquiagem protética que o fazem parecer careca e grotescamente alto; após ser colocado neste traje por atendentes vestidos da mesma forma, ele aparece para uma multidão através de uma janela em uma cena que lembra um comício fascista, e depois fica no centro de um círculo, enquanto pessoas marcham em torno dele dando a saudação a Hitler.

1-the-beautiful-people

Outras cenas rápidas de corte incluem close-ups extremos de rastreamento, minhocas, cabeças de manequim, mãos e as botas de pessoas marchando; e fotos dos membros da banda bizarramente fantasiados, incluindo Manson em chaves pretas e pescoço e um dispositivo dental bizarro que puxa a carne de sua boca com ganchos, expondo dentes metálicos.

Aqui a diretora aperfeiçoa cada ingrediente do horror com forma de revelar os princípios e sentimentos das pessoas. Repleto de coadjuvantes esplendidos e maneirismos inspirados, “The Beautiful People” também possui momentos de pungente seriedade. A sua qualidade artística foi ofuscada por ter sido frequentemente repudiado por pais maduros, políticos e defensores religiosos que viam nele um pesadelo visual de péssima influencia para os Jovens.

nk_marilyn_manson_the_beautiful_people_magnifying_glass

De todos os grandes clipes já produzidos, este talvez seja o mais difícil de descrever em palavras. Isso devido às fortes imagens distorcidas e a excelente direção artística que o torna impossível de ser datado, muito também pela eficaz crítica social inteligente de um cantor polêmico até a medula, estabelecido no cenário heavy dos anos 90 como uma das figuras mais vilipendiadas da história do Rock. Um mártir na guerra contra a censura.

O vídeo estreou na MTV em 22 de setembro de 1996, e foi nomeado para dois MTV Video Music Awards em 1997: Melhor Vídeo de Rock e Melhores Efeitos Especiais. 

A música foi lançada no álbum Antichrist Superstar, título inspirado na peça da Broadway Jesus Cristo Superstar, de um alter-ego criado por Manson, considerado a sua obra-prima e o disco que levou a fazer as pessoas a questionarem sua crença em Deus. E também o mais repudiado de todos os tempos!

Direção: Floria Sigismondi | Ano: 1996

 

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths