Anúncio com Código

Para Ver Antes de Morrer: #150. Jamiroquai | When You Gonna Learn

Para Ver Antes De Morrer | 01 out 12 - por João Paulo Porto
200470

O videoclipe de “When You Gonna Learn” foi concebido como um chocante meio de protesto contra a ignorância e ganância humana perante a natureza. Devido às cenas pesadas de maus tratos aos animais, a MTV norte americana exigiu que o material fosse editado antes de ser transmitido na rede. o impacto, no entanto, continua forte e atual.

hqdefault (2)A estrutura era simples, feita basicamente com imagens de arquivo editadas. As montagens se resumiam a imagens variadas que supervalorizavam a violência humana contra a natureza, de alguma forma ou de outra: golfinhos sendo assassinados, banhando o mar de sangue; animais contaminados por derramamento de óleo; morsas sendo cruelmente espancadas para que suas peles sejam arrancadas mais facilmente – ainda vivas; operações baleeiras e o império nazista. E talvez, a cena mais forte: o olhar assustado de um primata usado como cobaia em experimentos científicos. Tudo isto sob uma luz muito negativa.

O grupo aparece em cenas intercaladas, vez por outra, focalizando o vocalista Jay Kay em situações representando experimentos feitos em animais. No decorrer do videoclipe, elementos como choque e revolta começam a tomar conta dos telespectadores, uma emoção universal. Jay afirmaria em uma entrevista que essa era a sua real intenção: mexer com o telespectador com um trabalho chocante!

683A8AE20344115F219D63636D2A82FDA intenção lírica prioritária, portanto era chamar a atenção do mundo para a consciência ambiental através do videoclipe. A mensagem da música é clara: quando vamos parar de fazer tudo isso? Quando iremos ter a consciência e a coragem para dar o primeiro passo para terminar com a destruição do meio ambiente?

Apesar de ser um assunto controverso, o Jamiroquai se impôs e conseguiu passar sua mensagem. O videoclipe é pertinente e inconveniente, mas e daí? O que mais impressiona é a coragem para uma banda nova na época defender uma causa tão importante e como o videoclipe funcionou como um retrato fiel e cruel de nossa realidade perante a natureza.

Um trabalho belíssimo que merece um lugar na posteridade.

Diretor: Morgan Lawley | Ano: 1993

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths