Anúncio com Código

Para Ver Antes de Morrer: #244. Gotan Project | La Gloria

Para Ver Antes De Morrer | 02 ago 14 - por João Paulo Porto
SABOTAGE_484434f71c856675cf9772ed6be6bca1840a24ad (1)

SABOTAGE_484434f71c856675cf9772ed6be6bca1840a24adO Gotan Project é a pedra angular de uma corrente de Tango fantástica e bizarra que surgiu na França em 2000 e está ligada, de certa forma, ao estilo tradicional argentino. O grupo formado por Philippe Cohen Solal (francês), Eduardo Makaroff (argentino) e Christoph H. Müller (suíço), ficou famoso pela junção incomum do Tango tradicional com a música eletrônica e obteve bastante sucesso entre o público e a crítica, em especial pela formosa forma de tocar o Tango clássico, cheio de detalhes, com um ritmo incrível e a melancolia irresistível que é característica única do elegante universo do estilo portenho. Além do DJ responsável pelas batidas, o trio também possui uma banda com instrumentos, com guitarra, piano, trumpete e claro, o Bandoneón, o instrumento tradicional do estilo que ajuda a reviver o período clássico do Tango no início do século XX.

O trio lançou o primeiro álbum em 2001. La Revancha Del Tango trazia uma enxurrada de tangos hipnóticos envolvidos em uma produção impecável para um debut. Porém, os lançamentos seguintes se tornaram redundantes até que em 2010, sairia o Tango 3.0. Este álbum trouxe um som fresco para a música do grupo e reviveu novamente a magia do velho e bom Tango. Um dos grandes destaques está na faixa “La Gloria”, recebida com louvor com uma belíssimo videoclipe, refinado e contemporâneo.

gotan2
Repare na imagem de Carlos Gardel tatuada no lado esquerdo da barriga de um dos dançarinos. A câmera insiste em foca-la quase que em todo o momento. Seria uma homenagem mais que merecida ao pai do gênero?

O clipe se baseia completamente em recursos teatrais e dança digna do Cirque Du Soleil, com a câmera sendo usada de forma fantástica nos movimentos impecáveis dos dançarinos enquanto os figurantes, incluindo os membros do trio vestidos de Gangsters, complementam o filme.

As atuações dos dançarinos são magnificas, fazendo uso de movimentos calculados para distribuir originalidade em termos de concepção e estética, em vez de empregá-los apenas para alcançar um estilo superficial. Além disso as seqüências das trapezistas revelam uma subjetividade onírica que equilibrada com o conjunto, não tornam o clipe repetitivo e muito menos monótono (embora apenas as presenças dos dançarinos já seria um motivo forte para ver o clipe).

tumblr_ljoqw2ayiR1qipflfo1_1280

Visualmente, “La gloria” deve-se muito as rápidas mudanças de foco e ponto de vista, deixando para o diretor o mérito pela sensibilidade visual hipercinética, usada para representar um estado de espírito do Tango. O cenário com fundo escuro e repleto de poeira – incluindo nos cabelos e nos corpos dos dançarinos – encaixa perfeitamente no contexto geral e estruturado sob uma coreografia impactante e bastante convincente, acrescenta um toque de sofisticação ao trabalho do diretor. 

“La Gloria” foi dirigido por Prisca Lobjoy e uma equipe criativa que ajudou a tornar o seu trabalho surpreendente.

Diretora: Prisca Lobjoy | Ano: 2010

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths