Os Videoclipes Mais Gay de Todos os Tempos

Listas | 26 fev 18 - por João Paulo Porto

O universo dos videoclipes também é bastante colorido! A diversidade sexual está presente em muitos clipes de artistas diversos como o duo inglês Pet Shop Boys e a banda americana Scissor Sisters. Até o Arcade Fire recentemente lançou um clipe que aborda esse tema. Estamos falando de “We Exist”, uma canção de liberdade sexual motivacional, com a participação do jovem ator Andrew Garfield (O Espetacular Homem Aranha).

O site 1001 Videoclips decidiu compilar os melhores clipes mais gays de todos os tempos. Confira e liberte-se!

 

17. Bronski Beat | Smalltown Boy (1984)

Hino pop oitentista e uma das melhores canções dançantes onipresente praticamente em todas as festas gay que você possa imaginar. O Bronski Beat era muito moderno para a época e fazia questão de levantar a bandeira gay em uma época em que não era tão comum. O clipe de “Smalltown Boy” era sobre um garoto que flertava com homens de academia, tanto na piscina quanto no vestiário. Vindo do interior, o protagonista acaba apanhando feio por suas preferências sexuais na cidade grande.

 

16. The Knife | Pass This On (2003)

O clipe de “Pass Me On” da banda sueca The Knife é protagonizado por um travesti que canta para uma platéria entediada e receosa, até que um rapaz sente-se atraído pelas batidas e cai no balanço, contagiando a todos.

15. Erasure | Take A chance On Me (1992)

Erasure era muito pop e também muito gay. E todo mundo adorava. O duo foi o responsável por animar 90% das festas teen do final da década de 80 até o início da de 90 sempre com hits alegres e contagiantes. Mas o clipe mais gay de toda a sua videografia é sem dúvida o cover maravilhoso do ABBA. “Take A Chance On Me” pega emprestado o tema do clipe original e mostra os membros da banda, Vince Clark e Andy Bell vestidos de Drag Queens, fazendo caras e bocas. Muito divertido.

 

14. Pet Shop Boys | Domino Dancing (1988)

1988, Pet Shop Boys conquistava o mundo com o hit “Domino Dancing”, uma balada ensolarada que melhor representou a Synth Pop. O clipe foca em um jovem atrás de uma garota que parece conquistar a atração de todos ao seu redor. Para dar um ar de dúvida, há uma “briga” de garotos descamisados na praia e uma cena na qual um homem passa os dedos nos lábios enquanto a observa.

13. Right Said Fred | I´m Too Sexy (1992)

Em 1992, o Right Said Fred roubou a cena dance com um hit chiclete e muito “sexy”. O clipe traz os tradicionais homens descamisados fazendo pose de gostosões para atrair garotas. Mas será que era isso que eles queriam?

 

12. Take That | Do What You Like (1991)

Ídolos da geração 90, o Take That pagou o maior mico neste clipe com os integrantes descamisados, lambuzados de doces e óleos, e, à certa altura do videoclipe, completamente nus. Robbie Williams também estava lá!

 

11. Queen | I Want to Break Free (1985)

Este é conhecido como um dos clipes mais engraçados do Queen, por mostrar os 4 músicos vestidos de mulheres em situações bem domésticas. Não há como não rir ao vê-los de mini saia, e o Fred aparecendo bem no começo aspirando uma sala, com uma peruca chanel, enormes brincos rosas, bem maquiado, seios falsos, e aquele bigodão clássico, que não combinava nada! Na verdade eles não estão vestidos como Drag Queens, fazendo sátira a diversidade sexual.

 

10. Kylie Minogue | Slow (2003)

‘Slow’  traz a bela Kylie Minogue deitada em uma canga cercada de homens – e poucas mulheres – de sunga. A dança, feita por uma câmera aérea, mostra uma performance cujo principal intuito é destacar seus corpos esculturais.

 

09. The weather Girls | It´s Raining Man

‘It´s Raining Man’ (1982), das Weather Girls, é outro grande hino gay. O próprio nome da música, “está chovendo homens”, já torna isso óbvio. O vídeo mostra homens de sunga rebolando com guarda-chuvas nas mãos.

 

08. Rammstein | Mann Gegen Mann

Um dos clipes mais bizarros já feitos pela banda alemã Rammstein. ale´m de mostrar todos os integrantes pelados, o clipe conta com cenas de outros homens completamente a vontade, lambuzados de óleo e se esfregando numa aparente orgia. Um clipe quase pornográfico. 

 

07. Dead Or Alive | You Spin Me Round (Like A Record) (1985)

O vocalista do Dead or Alive, Pete Burns, era mesmo uma figura exotica na cena pop dos anos 80. O hit ‘You Spin Me Round’ (1985) mostrava o cantor com muito laquê no cabelo, diversas cores de batom nos lábios e um grande número de trocas de roupas, uma mais espalhafatosa do que a outra, ele rebola e faz caretas durante todo o vídeo.

 

06. Village People | YMCA (1978)

Mais de 50 milhoes de discos vendidos torna o Village People um dos símbolos da disco music mais bem sucedidos de todos os tempos. Até hoje, o grupo é lembrado pela irreverente YMCA e seu clipe que mostra os integrantes fazendo performance com suas tradicionais roupas de motociclista, caubói, índio e construtor.

 

05. Diana Ross | Muscles (1982)

Não dá pra acreditar que a musa da Disco Music Diana Ross se junta a uma série de homens musculosos fazendo pose de halterofilistas enquanto a cantora “sonha” de camisola em uma cama.

 

04. Marc Almond | Ruby Red

‘Ruby Red’, do cantor assumidamente homossexual Marc Almond (Soft Cell), traz homens fantasiados de demônios fazendo performances vestindo apenas sungas vermelhas.

 

03. Frankie Goes To Hollywood | Relax (1982)

Single do ano, “Relax” era muito moderno para aquele ano e se tornou marca registrada nos clubes gays desde então. A irreverência do grupo era algo novo e diferente e está mais clara no clipe que trazia vários homossexuais em uma balada voltada a esse público. Nela, eles lambem bananas, simulam sexo e se esfregam uns nos outros. E tem gente que acha que a Lady Gaga está além do tempo.

02. Wham! | Club Tropicana (1983)

O clipe de ‘Club Tropicana’ (1983), da ex-banda de George Michael, Wham!, mostra o cantor na piscina, na praia e no chuveiro. O clipe representa bem a vida de playboy nos anos 80. O grupo se dissolveria pouco tempo depois, quando já era uma febre adolescente incontestável. George Michael partiria para uma carreira solo exemplar. 

 

01. Olivia Newton-John | Physical (1981)

Eleito o clipe mais gay de todos os tempos pela revista ‘Out’, “Physical”, de Olivia Newton John, traz closes de homens musculosos banhados a óleo fazendo exercícios apenas usando sunga. O clipe foi resgatado do fundo do baú quando em um episódio do seriado (gay!) Glee, a vilã Sue Sylvester, interpretada pela atriz Jane Lynch, decide fazer uma performance da canção junto com a própria Olivia, que por sinal, continua linda!

João Paulo Porto

Criador do site 1001 Videoclips e apaixonado por The Smiths.