Anúncio com Código

Para Ver Antes de Morrer: #270. Frank Zappa | Peaches En Regalia

Para Ver Antes De Morrer | 11 nov 14 - por Thiago Murta Ferreira
Frank Zappa

Um videoclipe surrealista que fala por si só. Retalhos de frames de uma produção magnifica que na época, não alcançou as expectativas do criador. Estamos basicamente entrando de cabeça no mundo louco e criativo de Frank Zappa com o seu videoclipe que foi uma verdadeira reciclagem de seu próprio documentário dos anos 80.hhOrWgw0dlQS0K0atNBxxrXenIO

Sendo um vídeo altamente particular. Digo isso, porque este videoclipe está nos créditos finais de um filme documental chamado “The True Story of Frank Zappa’s 200 Motels” de 1988, dirigido pelo próprio Zappa. O documentário foi exibido no canal da BBC na Inglaterra e abordava o projeto do seu filme experimento musical e teatral, chamado “200 Motels” de 1970. – Bem… Nisso você ficou meio confuso. Não é ?

O documentário teve um orçamento razoável e uma divulgação bastante modesta para época, discutia sobre o dia-a-dia das gravações cotidiana do filme 200 Motels. Todos os bastidores, indicando até a saída do diretor Tony Palmer. Argumentos dos músicos do The Mothers of Invention, da orquestra filarmônica de Los Angeles conduzido pelo maestro Zubin Mehta e sem esquecer-se dos participantes ilustres que também incluiriam Ringo Star dos Beatles. Então fiquem tranquilos, se alguns de vocês nunca ouviram falar sobre Frank Zappa e muito menos desses dois projetos, irei deixar dois links sobre o filme e o documentário como sugestão. [LINK 1] [LINK2]

É exatamente nesse processo frustrador do filme que o levou a recuperar o material bruto esquecido, quando ao resgatar no documentário e como foi interessante naquele experimentalismo musical que paralelamente estaria caminhando no mesmo processo do audiovisual. Depois que engavetado nas duas mídias, só conseguiu um pouco de resquício de reconhecimento graças à inserção desse videoclipe. O documentário foi recuperado e remasterizado nos anos 2000.

Film_18_06_200-motels

Aparição de Ringo Star no filme ‘200 Motels’, sendo Frank Zappa.

A ilha de edição certamente foi exaustiva e não falo apenas na estética externa de um rolo de filme modificado com frames em alta velocidade e elementos distorcidos, mas também de mesclagem de outras imagens de arquivos particulares do cantor. É uma estrutura visual que estranhamente mexe com os nossos sentidos, porque de fato o videoclipe tem que emitir um propósito significativo para a música. Porém a música instrumental já era conhecida pelo público conhecedor do álbum “Hot Rats” de 1969. Um exemplo de reciclagem visual positiva, de algo que já foi feito, modificado para algo novo e de curta assimilação para o telespectador.

Na época, não sabemos de qual forma que a MTV, conteve os direitos de inserir essa parte dos créditos do videoclipe de forma comercial. E ainda, obter o material sem as letrinhas de ‘castings’ e as marcas d’água do filme – Algo que até hoje é inexplicável!Capturar fdfd

Não há nada de novo no conceito desse recurso audiovisual. Gradativamente esses efeitos estão sendo inseridos  a todo instante, como frames de documentários de algum artista de renome comercial. Por ser um processo caro devido as buscas de arquivos antigos, poucos cantores fazem esse tipo linguagem. E os poucos que fazem, são aqueles que já estão estabelecidos no mercado ‘mainstream’.  Na época, não foi o primeiro segmento a elaborar esse recurso para o lado mais experimental, mas que futuramente foi essencial e pioneiro nos chamados “filmes de montagem” nos videoclipes.

Direção: Frank Zappa | Ano: 1988

Thiago Murta Ferreira

Cursando em Turismo na (UNICID – SP), a sua disciplina que mais se dedica é área de Artes e Museologia. Na qual, pretende entrar na carreira de Design em breve. Desde criança assistia e anotava os seus videoclipes interessantes em um caderno. Um bom pretexto que se dedica no site é sobre videoclipes artísticos, do Rock ao Eletro underground dos anos 90 e até os dias de hoje. Sempre procurando as curiosidades relevantes das produções audiovisuais.