Anúncio com Código

Para Ver Antes de Morrer: #180. Fleetwood Mac | Gypsy

Para Ver Antes De Morrer | 09 jan 13 - por João Paulo Porto
rumours-dreams-fleetwood-mac-17

tumblr_m59rczDZKq1r3bnc9o2_1280Gypsy é um desfile ingênuo e aguçado de paisagens e personagens. Aquele video era espetacular para a época e um dos mais belos trabalhos audiovisuais de todos os tempos. O Fleetwood Mac era uma banda interessante para fazer um videoclipe e Gypsy possuía uma beleza lírica impar de interpretação emocionante.

a letra da canção poderia significar um resgate da vida de Nicks antes do Fleetwood Mac, quando ela era pobre e morava em um apartamento sem nada, nem mesmo uma cama para dormir e possuía uma vida “cigana”. Naquela época ela havia conhecido Lindsay Buckingham e formado uma parceria musical e amorosa culminando na novela do Fleetwood Mac que todos conheceram, os casos de amor e tudo mais, era tudo real.

O clipe possuía uma estética diferente do usual. Era como um curta metragem”, diz o Mick Fleetwood, “não como um épico de CC B. de Ville, mas foi um grande momento”. A temática era própria e irresistível, um conjunto de diferentes histórias e ambientes interligadas para construir um sentido único e irreversível. As cenas da floresta, dos cenários antigos e as coreografias perfeitamente encaixadas no contexto geral acrescentam um toque de sofisticação ao trabalho do diretor Russell Mulcahy como também à produção audiovisual da década de 80.

mgid-uma-video-mtvO Diretor revelou em um documentário para a TV que quase houve um acidente fatal na Sunset Bulevard, na cena em que Stivie nicks corria na rua. “A cena original ali, do outro lado da rua. A câmera estava aí, tínhamos a chuva cenografia, mas um carro bem baixo surgiu do nada e enquanto ela cantava, ela acertou a mangueira da água da chuva e quase a decapitou. Mas o mais incrível foi ver aquela torre de água, literalmente fazendo chover em hollywood boulevard. Naquela época, fazíamos coisas perigosas, umas loucuras realmente arriscadas…”

Gypsy foi o videoclip de maior orçamento produzido até aquele momento. Sao utilizados vários cenários incluindo um retrato extremamente detalhado de uma floresta, e exigiu muitas fantasias e dançarinos. Ele foi o primeiro “Video Premiere World” na MTV em 1982.

Dificuldades interpessoais entre os membros da banda complicavam as gravações. Mulcahy lembra, “as pessoas estavam me puxando de lado dizendo: ‘Não, não. Aqueles dois estavam fodendo e depois eles se separaram e agora ele está dormindo com ela”. Fiquei muito confuso, quem estava dormindo com quem.”

Para Stevie Nicks, a experiência de gravar com buckingham foi um tanto desagradável. Duas semanas antes, ela tinha ido para a reabilitação para tentar acabar com sua dependência de cocaína. No entanto, a filmagem do vídeo não poderia ser reprogramada, e ela teve que fazer uma pausa para ele. Perto do final do primeiro dos três dias, ela estava exausta e disse que queria um pouco de cocaína: “Eu acho que nós provavelmente teriamos feitos muitos vídeos grandes como “Gypsy” se não fossemos tão viciados em drogas”.

200_s (1)Alem disso, para Nicks, ter que trabalhar perto do seu ex-namorado, Lindsey Buckingham era algo difícil para ela. “Nós não estavam se dando bem, então eu não queria estar perto dele. Certamente eu não queria estar em seus braços” (sobre a cena em que os dois estão dançando). “Se você assistir o vídeo, você vai ver que eu não estava feliz. E ele não era um bom dançarino.”

“Gypsy” é uma das mais belas canções de Stevie. Faz parte do legado do Fleetwood Mac. E ter um video que é um legado à parte, é uma benção.

Com “Gypsy”, a imagem do videoclipe como um indicio do fim das grandes narrativas e personagens complexos, perde-se o sentido ao mostrar uma narrativa delicada e complexa de uma habilidade raa para contar historias em poucos minutos para a estética predominante da época.

Diretor: Russell Mulcahy | ano: 1983

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths