Anúncio com Código

Para Ver Antes de Morrer: #126. Björk | Human Behaviour

Para Ver Antes De Morrer | 06 fev 12 - por João Paulo Porto
bjork_color

A carreira de Björk foi pautada por muito experimentalismo e exuberância sonora e audiovisual. Sua música é um conjunto de harmonias vocais que vão desde gritos estridentes a suspiros infantis e carinhosos além de um lirismo único e imaginário – elementos também presentes no som da sua primeira banda islandesa: o Sugarcubes. Sua arte de contar histórias através do videoclipe é um capítulo à parte: seus clipes são uma impressionante colagem de imagens oníricas e lúdicas de sensibilidade artística e humana dificilmente igualada por outros artistas.

O mérito artístico está na poderosa combinação entre o hipnótico e o fascinante presente tanto na música quanto nas idéias geniais do diretor francês Michel Gondry. “Bacherollete”, “Jóga”, “Hypper-Balad”, “Crystalline” e “Army Of Me” estão entre os melhores e mais convincentes bocados que passaram pelas mãos de Gondry e principalmente “Human Behavior” que mostrava uma Björk tímida e delicada (imagem reforçada na capa de seu primeiro álbum solo debut, de 1993).

Escrita por Nelle Hooper e Björk e lançado no verão de 1993. Este single a lançaria  uma cantora de carreira internacional depois de alguns anos com os Sugarcubes. O vídeo tornou-se um clássico instantâneo e foi premiado com o MTV awards de Melhor Vídeo Revelação. “Human Behaviour” foi o nascimento de uma colaboração imaginária e lírica entre a cantora e o diretor que resultou em fantásticos vídeos que receberam críticas fantásticas.

Em entrevista ao jornalista David Hemingway, Björk contou que a ideia do videoclipe foi baseada em suas memórias de criança. A inspiração para a música, conta ela, veio da adolescência e que não havia sido lançada antes porque era muito diferente do estilo musical da sua banda.

Ehsboço 2 do videoclipe de “Human Behaviour”

O imaginário de “Human Behavior” parte das percepções oníricas de Björk. As cores são profundas e saturadas como se estivéssemos num sonho. É uma história de predador e presa. Em busca de comida, um urso caminha por uma floresta à noite. Um caçador robusto espreita a floresta em busca de seu alvo. Björk, como narradora e personagem de sua própria história, foge do urso. Inúmeras vezes o urso quase se dá bem: em uma tentativa ele dirige um carro, e quase a acerta. No final, a cantora voa diretamente para a garganta do urso, e repousa em seu estômago. O caçador também desaparece abatido pelo urso.

esboço 1 do videoclip de “Human Behaviour”

Michel Gondry utilizou técnicas de animação, com projeções de telas, iluminação e muito surrealismo que seriam repetidos a exaustão em suas futuras produções. Tudo muito bem costurado e sincronizado com o ritmo pulsante da percussão criado a partir de um sample de Tom Jobim, da música “Go Down Dying”.

Capturarjnjn

“Tenho muita coragem, mas também muito medo”

O vídeo é um clássico, uma história vívida e autêntica onde a magia da criatividade de Gondry e as idéias de Björk – sabiamente ouvidas por ele – se encaixaram perfeitamente.

fonte: http://unit.bjork.com/specials/gh/SUB-03/index.htm

Diretor: Michel Gondry | Ano: 1993

 

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths