Anúncio com Código

Para Ver Antes de Morrer: #245. Molotov | Gimme Tha Power

Para Ver Antes De Morrer | 09 ago 14 - por Thiago Murta Ferreira
Molotov Jaggermeister 2013

Propenso a esquecer todos os seus fracassos e as angustias relatadas por inúmeros erros que os perseguem. O rapaz iludindo no seu único espaço e, de dentro de um carro, segura uma garrafa de água dente que irá beber até não poder mais. Palavras contestadoras no estado que se foge da eloquência do nosso protagonista, sendo sedado gradativamente pelos pecados das ruas.

CapturarUm videoclipe que se inicia com a banda Molotov atravessando a calçada, com ambiente de uma filmagem em filtro azul, que possa interpretar as alucinações do nosso condutor que caminhará nas ruas pacatas de uma cidade qualquer. Os adesivos, os apetrechos internos e externos, os detalhes nos vidros do carro, tudo se une com a letra e som, até o pneu do carro tem uma palavra que conecta o ritmo da música. Não é só no carro que tem estereggs”, mas também nas pichações das paredes, e advertência nas placas das ruas que dialogam perfeitamente com o telespectador sobre esses elementos simbólicos.

A desilusão do ator com as mimicas, sendo algemado ou fugindo do carro, aparentando algo muito grave que aconteceu com ele e de todos em sua volta.  Ficarem atentos a curtir o som e que a banda nos propunha a falar frente a frente. É tão maluco que o senhor de terno, bêbado, na sua fase das mais desagradada em mostrar a sua habilitação no ambiente tão hostil – O nome dele é Juan Joder.

Capturarmolotv3Uma sacada boa do diretor Jorge Aguilera, colocar a vinheta de fechamento, como narrativa do termino de sua ressaca, quando ele cai na real de suas lamentações e voltar a poder ser ativo na luta do que o estava amedrontando. Então outras pessoas aparecem com um mesmo desafio de revolta, acumula-se no carro para evitar um futuro desastre com o senhor. As pessoas começam a falar sobre o refrão da música, “Dame, dame, dame todo el power”. O carro que simboliza uma luxuria, um objeto de consumo que nunca fazia bem para o personagem. No fim, todo mundo foge do local onde está o carro.

Todos virão a uma explosão do carro “maldito”!  Depois da situação, as pessoas fazem uma singela passeata com a única mensagem do refrão da música e as reivindicações  irão continuar por melhorias para o povo latino americano.

Capturarmolov2O videoclipe da música “Gimme Tha Power” na época, teve uma repercussão agradável para os fãs mexicanos. admirados por toda América Latina. Porém o álbum da banda “¿Dónde Jugarán Las Niñas?” de 1996, que faz estilo de som Rap Rock é bastante controverso. Criticava as situações de miséria e os descasos em muitas cidades mexicanas. Suas letras incluem uma mistura de política, sexo e linguagem chula, que os levaram a ser expulsos do próprio país, ficando alguns meses exilados na Espanha.

Recentemente a banda autorizou um documentário Gimme The Power para seus próximos 20 anos de estrada. O filme de meia hora se dedica a uma visão pop-histórica do papel da música rock em protestos sociais no México através da segunda metade dos anos 00’s. O documentário foi produzido pelo Olallo Rubio. [LINK]

Depois desse mal entendido com os federais mexicanos, o Molotov são referenciados até hoje por muitas bandas latino- americanas e inclusive aqui no Brasil, a banda Pavilhão 9 fez a versão dessa música aqui. [LINK].

Nos anos 90 o Molotov representou bem a nova safra de bandas mexicanas no cenário rock, abrindo shows para bandas grandes nos EUA e na Europa.

Direção: Jorge Aguilera | Ano: 1997

Thiago Murta Ferreira

Cursando em Turismo na (UNICID – SP), a sua disciplina que mais se dedica é área de Artes e Museologia. Na qual, pretende entrar na carreira de Design em breve. Desde criança assistia e anotava os seus videoclipes interessantes em um caderno. Um bom pretexto que se dedica no site é sobre videoclipes artísticos, do Rock ao Eletro underground dos anos 90 e até os dias de hoje. Sempre procurando as curiosidades relevantes das produções audiovisuais.