Anúncio com Código

Resenha: Kylie Minogue traz a #KissMeOnceTour para Dublin e estivemos lá

Shows | 12 nov 14 - por João Paulo Porto
Kylie-mingue-dublin

A subestimada cantora pop Kylie Minogue se apresentou no 3Arena em Dublin, no ultimo sábado, 8 de novembro, para uma casa de shows lotada.

Kylie-mingue-dublinHoras antes do concerto começar já haviam grupos amontoados às portas. De certa forma eu estava surpreso. Aqui na ilha esmeralda, os fãs reagem de forma mais branda em relação aos seus ídolos. Ninguém fica se matando para chegar primeiro e ter a oportunidade de ver seu ídolo de pertinho no palco. Muito menos, quando este ídolo já não é a grandeeeeee sensação do momento. O que acontece com Kylie é que desde o final dos anos 80, a cantora construiu sua grande e leal base de fãs e é algo que não havia me dado conta até então. Esta visão provocou o meu interesse com o quão brilhante os fogos da paixão por esta ícone ainda insiste em queimar – e queima brilhantemente, porque Kylie sabe como agradar seus fãs. Seja no estúdio ou arrasando no palco, mesmo beirando os 50.

Eu havia chegado às 6 com um amigo e ficamos na área Gold que dava acesso ao palco principal e por sorte, dava para curtir todos os detalhes da festa. Um DJ apareceu para animar os ansiosos, mas não estava funcionando, pois ninguém estava dançando para sua música eletrônica. Kylie entra as 9:50 ovacionada pelo publico eufórico. Era hora de começar o show.

Vestida em um conjunto vermelho e fascinante – o figurino foi desenhado por gente como Jean Paul Gaultier, Dolce & Gabbana, Julien Macdonald e Marchesa – a cantora de 46 anos impressionou e excitou de cara a todos. Uma impressionante cortina gigantesca paira sobre o palco. Esta impressionante montagem confirma mais uma vez que a cantora está ali pra colocar fogo no palco.

Por fim, a noite começa.

Música e dançarinos extravagantes aparecem para acompanhar a musa. A atmosfera criada é um frenesi de gritos ecoando por todos os lados. A arena é absolutamente sucumbida pela batida poderosa da canção “Lès Sexy” enquanto a silhueta de Kylie sobe do chão do palco. Ela está lá deitada sob lábios de neon gigantes (os lábios vermelhos e carnudos são o simbolo do último álbum de estúdio Kiss Me Once). Uma sensação inesperada de emoção genuína surge em meu peito e sinto-me quase sem fôlego. Em meio a aplausos ensurdecedores, há um sentimento de sorte, a sorte de estar ali presenciando essa figura dourada em seu deslumbre pop.

Como nada é perfeito, houve deslizes, claro. Kylie não tem o poder vocal ou a autenticidade de uma diva do escalão de Beyoncé ou Madonna. Ela amortece a voz utilizando-se de backing vocals competentes e as vezes, sinto a impressão que ela não sente bem no palco. Mas é durante “Spinning Around”, que a  atmosfera de bem-estar nos transporta de volta para o seu mundo de sonhos disco-pop.

O uso da faixa é, inegavelmente, uma parte importante deste concerto, pois mesmo depois de 14 anos de seu lançamento, ainda soa nova e refrescante. é uma daquelas músicas pop que parecem nunca envelhecer.

Kylie-mingue-dublinO mesmo pode ser dito de ‘On A Night Like This’, como sempre deslumbrante, é um dos momentos mais emocionantes do show. Com flashes multi-coloridos brilhando em todas as direções, a própria cantora a descreve como “a maior discoteca na cidade”.

Este show grita sexo, feminilidade e diversão. Com figurinos ousados, adereços divertidos e uma aura constante de descontração, essa noite seria uma brinde para celebrar. A festa continua e assim torna-se claro que as exigências de um concerto tão vivaz e alegre como este justifica a dependência da equipe de apoio.

Em seguida, Kylie recebe um pedido de um fã na plateia. Ele pede “Tears In My Pillow” – que ao vivo é um delícia de se ouvir – e, sem nenhuma cerimonia, Kylie a canta sozinha, provando que ainda possui uma habilidade vocal impecável. Continuando as boas ações do momento, ela traz ao palco um fã que comemora seu aniversário. Kylie aqui canta um “Feliz Aniversário” – dando a esta menina uma experiência de euforia. #InvejaBranca.

Logo em seguida, as clássica Hand on Your Heart / Never Too Late / Got to Be Certain / I Should Be So Lucky festejam os anos 80 com classe e alegria. O figurino dos dançarinos, de bonecos da barbie e ken suor coloridos (rosa-shocking, pra ser exato), é simplesmente divino. E Kylie na banheira cantando seu hit “Lucky” acompanhada de dois bailarinos é sensacional.

O show continua emocionante. Em “Beautiful”, Kylie com um longo vestido branco, emociona a platéia que reage eufórica e satisfeita. “Can´t Get You Out Of My Head” competente como sempre, leva a galera à loucura. E para fechar com chave de ouro, seu melhor single deste último álbum encerra a noite de forma deslumbrante. “Into The Blue” é bela, contagiante e cantada por uma Kylie toda de azul, garantiu um final feliz. uma noite de diversão e alegria.

Depois, com a saída da multidão, tudo que eu ouvia a meu redor eram palavras de elogio. Obrigado Kylie, por ter feito desta noite incrivelmente inesquecível.

Primeiro ponto alto do show: Kylie canta “Need You Tonight” com um figurino de couro brilhante e reluzente. Para quem não sabe, esta canção é da banda australiana INXS, do vocalista morto em 1997, Michael Huchence. Eles haviam tido um affair nos anos 90.

 

Segundo ponto alto do show: a performance de “Slow”. Um dançarino incrível de Free Dancing  rouba a cena, mas não mais que a música. Clássico da Kylie!

Terceiro ponto alto do show: Dançarinos super simpáticos e carismáticos que faziam questão de interagir com a platéia.

TRACKLIST da noite:

 

  1. Les Sex
  2. In My Arms
  3. Timebomb
  4. Wow
  5. Bauhau Disco
    (Interlude)
  6. Step Back in Time
  7. Spinning Around
  8. Your Disco Needs You
  9. On a Night Like This
  10. Slow
  11. Enjoy Yourself
    (Interlude)
  12. Hand on Your Heart / Never Too Late / Got to Be Certain / I Should Be So Lucky
  13. Skirt
    (Interlude)
  14. Need You Tonight
    (INXS cover)
  15. Sexercize
  16. Nu-di-ty
    (Interlude)
  17. Can’t Get You Out of My Head
  18. Kids
    (Robbie Williams cover)
  19. Beautiful
  20. Kiss Me Once
  21. Get Outta My Way
    (Intro)
  22. Get Outta My Way
  23. Love at First Sight
  24. Tears on My Pillow
    (Little Anthony & The Imperials cover) (A cappella)
  25. In Your Eyes
    (A cappella Irish accent snippet)
  26. The Loco-Motion
    (Little Eva cover)
  27. All the Loversinoguinogue
  28. Encore:
  29. Into the Blue

 

 

 

João Paulo Porto
João Paulo Porto

Fundador do 1001 Videoclips e louco por The Smiths